Pesquisar

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Câmara Municipal cassa o mandato do prefeito de São Jerônimo da Serra

A Câmara de Vereadores de São Jerônimo da Serra, cassou o mandato do prefeito Adir dos Santos Leite (PSDB) nesta quarta-feira (31). A decisão foi unânime, com sete votos favoráveis à cassação. Um vereador que fez a denúncia não pode votar, e um suplente que foi convocado para a votação não compareceu à sessão. De acordo com a Câmara, a decisão deve ser publicada na segunda-feira (5). O prefeito Adir Leite estava afastado do cargo pela Câmara desde o dia 17 de novembro. O vice-prefeito, João Ricardo de Mello (PPS) assumiu o Executivo no mesmo dia e seguirá no cargo.
A sessão extraordinária começou às 9h, e a votação demorou aproximadamente duas horas. A votação foi realizada após uma Comissão Processante (CP) aberta em setembro pela Câmara para investigar se o prefeito participou de um esquema de fraude de licitações e desvio de recursos municipais, descoberto pelo Ministério Público (MP-PR).
G1Pr

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Deputados devem receber reajuste de 26,35% em 2015

A exemplo do que acontecerá com os deputados federais e senadores, os 54 deputados estaduais do Paraná cujos mandatos se iniciam em fevereiro de 2015 também devem ter seus salários reajustados, por conta do chamado "efeito cascata". Tanto a Constituição Federal, em diversos artigos, como a Estadual, no 54, estabelecem que os vencimentos dos membros da Assembleia Legislativa (AL) sejam equivalentes a no máximo 75% do que recebem, em espécie, os parlamentares em Brasília. Com o passar dos anos, porém, o teto acabou virando regra. 

Segundo a assessoria de imprensa da AL, antes de entrar em vigor, o aumento depende da promulgação de um ato da Mesa Executiva. A expectativa é que o documento seja assinado pelo presidente Valdir Rossoni (PSDB) e pelo primeiro secretário, Plauto Miró (DEM), até o dia 31 de janeiro, data em que se encerra a 17ª Legislatura (correspondente a 2011 a 2014), podendo, assim, valer a partir da posse dos eleitos. Em seguida, a alteração precisa ser publicada no Diário Oficial da Casa. Não é exigida a sanção do governador. 

No Congresso, é certo que os vencimentos subirão de R$ 26.723,13 para R$ 33.763. Já os vencimentos da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer e de ministros de Estado, a partir de 2015, passarão para R$ 30.934,7 mensais, ou 15,76% a mais do que o valor atual de R$ 26.723,13. Como hoje os membros da AL ganham R$ 20.040, é possível afirmar que eles passarão a receber R$ 25.322.25, o que corresponde a um acréscimo de 26,36%. O impacto estimado nas contas do Estado é de aproximadamente R$ 3,42 milhões por ano. Isso sem contar as outras verbas parlamentares as quais os deputados têm acesso, como as despesas de custeio (R$ 31.470 mensais). 

Há sete anos, a AL aprovou lei estadual 15.433, que tornou automático o reajuste para os seus integrantes, sempre quando houver alteração nos subsídios dos congressistas. Conforme o artigo 3º, "a remuneração dos membros da Assembleia Legislativa, a partir de 1º de fevereiro de 2007, fica fixada em 75% (setenta e cinco por cento) do que receberem, em espécie, os deputados federais". 

O "efeito cascata" também consta na resolução 4/2011, que alterou o regimento interno da Casa. Segundo o artigo 57 do documento, o subsídio dos membros da AL será estabelecido a cada Legislatura, com base nos dispositivos constitucionais. O último aumento nos salários dos integrantes do Legislativo paranaense, obedecendo a esses critérios, foi oficializado em 18 de janeiro de 2011, quando o presidente era Nelson Justus (DEM).
Mariana Franco Ramos
Reportagem Local FolhaWeb

sábado, 20 de dezembro de 2014

Polícia recupera carro usado por presos em fuga no Norte Pioneiro


A Polícia Civil conseguiu recuperar na madrugada deste sábado (20) a Fiat Strada de cor vermelha roubada por presos foragidos da Delegacia de Congonhinhas (Norte Pioneiro do Paraná). O veículo foi encontrado abandonado em uma estrada rural localizada entre os municípios de Figueira e Ibaiti. 

De acordo com a polícia, nove presos fugiram da cadeia de Congonhinhas na noite de ontem. Eles renderam o carcereiro e tomaram a arma dele. 

Alguns deles deixaram a prisão a pé. Outros escaparam em uma viatura. O grupo capotou o veículo na fuga e roubaram a Fiat Strada para continuar com a ação. 

Até o final da manhã deste sábado (20), nenhum preso havia sido recapturado pela polícia. 

A carceragem da Delegacia de Congonhinhas, que abrigava 16 detentos no momento da fuga, não estava superlotada.

Guilherme Batista - Redação Bonde

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO JERÔNIMO DA SERRA INFORMA

A Secretaria Municipal de Saúde de São Jerônimo da Serra, informa que os Postos de Saúde do município estarão fechados a partir desta segunda feira 22 de dezembro de 2014 e reabrira no dia 19 de janeiro de 2015, devido a necessidade de estar dando ferias coletiva para os funcionário, os atendimentos médicos de urgência e emergência sera realizado no Hospital Municipal, o agendamento de exames também estará fechado nesse período, pois a maioria da clinicas e o CISNOP estarão fechados nesse período.

A Secretaria Municipal também informa  que os medicamentos de uso continuo foram entregues para os pacientes que fazem uso desses medicamentos em quantidade suficiente para esse período, os demais medicamentos se necessário e também algum paciente que não pegou o medicamento de uso continuo procurar o Hospital Municipal para poderem pegar esses medicamentos. 

DECISÃO JUDICIAL SUSPENDE ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DA AMUNOP; CISNOP JÁ TÊM NOVO PRESIDENTE


Decisão judicial provisória (liminar) da magistrada substituta Chélida Roberta Soterroni suspendeu a realização de assembleia convocada para eleição para presidente da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop).

Aquela decisão atende a ação judicial impetrada pelo prefeito de Assaí, Luiz Alberto Vicente (PSDB), que também estava inscrito para concorret ao cargo de presidente da entidade.

A medida liminar também determinou o afastamento do presidente da Amunop, Celso Silva (PDT), que é prefeito de Bandeirantes.

Em seus argumentos apresentados à Justiça da Comarca de Cornélio Procópio, o prefeito Luiz Alberto Vicente questionou o fato de que "o atual presidente (Celso Silva) está concorrendo novamente à presidência da associação, contudo não observou o disposto no art. 21, XI, do regimento interno, o qual determina que este deve se afastar do cargo para concorrer".

O chefe do Poder Executivo assaiense também apontou que membros de sua chapa também integravam o grupo apresentado pelo concorrente à eleição da Amunop.

Na eleição marcada para esta quinta-feira, 18 de dezembro, que restou suspensa, a previsão era que o prefeito Celso Silva, de Bandeirantes, se reelegesse com 13 a 7, ou 12 votos a 8. Inclusive ele havia decidido se lançar candidato após a adesão de 12 prefeitos àquele projeto.

Presentes à assembleia de eleição foram então surpreendidos com a presença de Oficial de Justiça para apresentação da liminar expedida pela 2ª Vara Cível de Cornélio Procópio, suspendendo os trabalhos.

Houve uma discussão mais acalorada entre os prefeitos de Assaí e de Bandeirantes. A controvérsia de deve ao fato de que o prefeito Luiz Alberto Vicente inicialmente seria candidato a presidente da Amunop com o apoio da maioria de prefeitos da entidade, inclusive com o apoio de Celso Silva, de Bandeirantes.

Ocorre que, após articulação de bastidores nos últimos dias, com a suposta participação do deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), o prefeito de Bandeirantes decidiu se lançar candidato sendo apoiado inicialmente 12 municípios. Tal situação resultou no registro das duas chapas tendo nomes em comum.

Após rodada de desentendimentos e concordâncias, os prefeitos Luiz Alberto Vicente e Celso Silva disseram que deixariam de concorrer à eleição, em data ainda a ser marcada, abrindo mão em favor da possível candidatura de Frederico Carlos de Carvalho Alves (Cornélio Procópio).

Já Fred Alves comentou que poderia colocar seu nome para gerir a Amunop nos próximos dois anos, desde que seu nome resulte de consenso entre os prefeitos da região.

Na manhã desta quinta-feira, o prefeito Ernesto Alexandre Basso (PSDB) se elegeu presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte do Paraná (Cisnop), ao vencer Devanir Martinelli (PV), de Santo Antônio do Paraíso, por 11 a 10.

http://www.congoticias.net/

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Assembleia do Paraná derruba feriado civil de 19 de dezembro

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) derrubou nesta terça-feira (16) o feriado civil de 19 de Dezembro no estado. O texto, que passou em primeira discussão, deve encerrar tramitação ainda nesta terça com a convocação dAté então, uma lei estadual garantia em todo o estado o feriado de 19 de dezembro como data da emancipação política do Estado do Paraná. Esta lei foi revogada pelo projeto que foi apresentado pelo presidente da Alep, deputado Valdir Rossoni (PSDB). O texto ainda estabelece que as repartições públicas estaduais podem instituir ponto facultativo em data a ser estabelecida por decreto.
Apesar da lei que vigorava, as empresas e o serviço público não tratavam a data como feriado. No entanto, a polêmica sobre o assunto foi levantada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) no início do mês. O procurador-chefe do MPT no Paraná, Gláucio Araújo de Oliveira, afirmou que as empresas poderiam sim funcionar no feriado, desde que pagassem o dia em dobro para os funcionários.
Do G1 PR

Duas chapas disputam direção da Amunop

Cornélio Procópio - Duas chapas disputam a direção da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop), composta por 20 municípios, entre eles Cornélio Procópio, Assaí e Bandeirantes. A eleição acontece amanhã, a partir das 9h, na sede da entidade, em Cornélio Procópio. 

A eleição dividiu a Amunop. A causa seria o apoio prestado à campanha do governador Beto Richa (PSDB) este ano. Uma das chapas é encabeçada pelo atual presidente, o prefeito de Bandeirantes Celso Silva (PDT), que tem como vice o prefeito de Cornélio Procópio Fred Alves (PSC). Celso foi um dos principais cabos eleitorais de Roberto Requião (PMDB) na região. 

A segunda chapa é liderada pelo prefeito de Assaí, Luiz Alberto Vicente (PSDB), o Mestiço, e tem como vice a prefeita de Leópolis, Clea Marcia Bernardes de Oliveira (PDT). 

Celso acredita que seu apoio a Requião não será um problema. "Já recebi o apoio de muitos prefeitos da região. Tenho uma relação de respeito com o governador, não há problemas. Acredito que o principal é manter a unidade e lutar por bandeiras que ajudem toda a região, como a consolidação do hospital regional e a vinda do curso de Medicina para Cornélio Procópio e de engenharias para Bandeirantes", frisa. 

A reportagem tentou contato com Mestiço, mas ele não foi localizado. 

CISNOP 

Também nesta quinta-feira acontece a eleição para a direção do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte do Paraná (Cisnop). Três nomes disputam a direção, um deles é o atual presidente, o prefeito de Congonhinhas, José Olegário (PSDB), os outros são Devanir Martinelli (PV), de Santo Antônio do Paraíso, e Alexandre Basso (PSDB), de Nova América da Colina.
Rubia Pimenta
Especial para a FOLHA

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

CRAS de São Jerônimo da Serra promove a 2ª Edição do NATAL DE LUZ




Fotos: Reginado Saturnino

Nesta segunda feira (15) aconteceu na praça da Prefeitura Municipal de São Jerônimo da Serra a 2ª Edição do NATAL DE LUZ, evento esse promovido pela Secretaria de Assistência Social, CRAS e Prefeitura Municipal de São Jerônimo da Serra com total apoio do prefeito João Ricardo. 

O evento foi coordenado pela Tatyeli coordenado do CRAS e com grandes apresentações de danças dos alunos que participam de projetos sociais do CRAS, apresentação da Banda Municipal tacando varias músicas emocionando o público presente e para finalizar uma e belíssima  apresentação da Cantata de Natal

Na ocasião também aconteceu a tradicional feira da lua com presença de centenas de pessoas prestigiando o evento. Parabéns para os que fizeram as belíssimas apresentações onde conseguiram atrair a atenção dos presentes, ao prefeito João Ricardo e aos organizadores no evento pela iniciativa.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

VEREADOR ALCIDIO GABRIEL (PPL) ESCLARECE AS ACUSAÇÕES FEITAS PELO PREFEITO ADIR LEITE

Na última terça feira (2) o prefeito Adir Leite em seu depoimento na CP a qual responde acusou alguns vereadores insinuando que eles recebiam favorecimentos da prefeitura municipal, entre os acusados está o vereador suplente Alcidio Gabriel (PPL).

Nesta semana o vereador Alcidio nos procurou para prestar alguns esclarecimentos sobre as denúncias feitas por Adir Leite em seu depoimento: "as acusações do prefeito é somente para desviar o foco do trabalho dos vereadores em apurar os fatos na câmara" ele nos disse também: "fui funcionário público na área de tributação no período que ele esteve como prefeito, ele alega que a prefeitura tivesse pago uma cirurgia para meu neto e para meu filho, sendo que, o meu filho tem plano UNIMED EMPRESARIAL, pois trabalha na empresa VILELA, VILELA de São Jerônimo da Serra e a cirurgia é descontado mensalmente de seu pagamento no holerite, portanto, a cirurgia do meu neto foi pago com o UNIMED EMPRESA, juntamente com a cirurgia do meu filho, sendo que, a última vez que ele fez cirurgia foi no mês 06/2012, quando nem prefeito ele era, naquela época ele era somente pré candidato".

"E eu deixo bem claro que como vereador,  estou aqui para fazer o meu papel, fazendo o que é justo e melhor para o povo de São Jerônimo da Serra".

domingo, 7 de dezembro de 2014

TSE cassa mandato do prefeito de Rolândia

Em decisão proferida na última sexta-feira, a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Thereza de Assis Moura, cassou liminar que mantinha no cargo o prefeito de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina), Johnny Lehmanm (PTB). Reeleito em 2012, ele foi afastado dois meses após a posse, por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná, mas teve o cargo devolvido pelo TSE, por meio de liminar. Lehmann, segundo a decisão, usou um jornal para afetar o resultado da eleição, conduta vedada a agentes públicos em ano eleitoral. A ação foi protocolada pela coligação do candidato derrotado Eurides Moura. Além da cassação do diploma, que implica a perda do cargo, Lehmann está inelegível por oito anos. A decisão atinge também o vice-prefeito, José Danilson Alves de Oliveira. "Meu advogado nos disse que ainda cabe recurso e vamos recorrer", comentou Lehmann.

Loriane Comeli
Reportagem LocalFolhaWeb

Novo prefeito é eleito com 65% dos votos no Norte Pioneiro

O candidato petista Sebastião Egídio Leite foi eleito o novo prefeito do município de Jundiaí do Sul, Norte Pioneiro, e assume o cargo no próximo dia 1 de janeiro para ficar a frente do Executivo durante 2015 e 2016. 

A eleição suplementar foi realizada neste domingo (7) com a participação de mais de 2 mil eleitores. Segundo a 82ª Zona Eleitoral, o índice de abstenção foi de 18,36% do eleitorado. 

Leite venceu o pleito com 1.357 votos, o que representa 65,49% dos votos válidos. Já o prefeito interino Marcio Leandro da Silva (PMDB) recebeu 715 votos ou 34,51% dos votos válidos. A diplomação do novo prefeito será no dia 22 de dezembro. 

A eleição suplementar, que teve custo de aproximadamente 4,4 mil, foi autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após a cassação do então prefeito Jair Sanches e a vice Izabela Rodrigues (PSC), eleitos em 2012 com 50,82% dos votos válidos, por abuso de poder político.
Rafael Fantin - Redação Bonde

sábado, 6 de dezembro de 2014

AGORA TODOS OS DOMINGOS O BAR DO ISAAC NO CONJUNTO PORTELINHA ESTARÁ ASSANDO FRANGO E CARNE DE PORCO

SE VOCÊ QUISER SABOREAR AQUELE FRANGO E AQUELA CARNE PORCO PARA DEIXAR O SEU ALMOÇO DE DOMINGO AINDA MAIS DELICIOSO, NÃO PERCA TEMPO E LIGUE AGORA E FAÇA SUA ENCOMENDA PELOS TELEFONES; 9107-9449 (VIVO) E 9699-9038 (TIM) E BOM APETITE.

AVARANDA LOUGE BAR APRESENTA NOITE DA TEQUILA

NOITE DA TEQUILA - 1º EDIÇÃO
** DOSES DE TEQUILA 50% OFF (Desconto) SENDO TEQUILA JOSE CUERVO OURO OU PRATA, VALIDO ATÉ AS 00:30 HRS - 
INICIO AS 23:00 HRS
Convites e mesas limitados
1º Lote. ELAS $5,00 / ELES: $10,00 (Se Esgotando)
*** PROMOÇÃO ***
COMPARTILHE O FLYR DO EVENTO EM CARATER PUBLICO E CONCORRA A TRÊS CONVITES + UMA DOSE DE TEQUILA POR NOSSA CONTA.
Maiores Informações
www.avarandaloungebar.com.br
Whats (043) 9137-3683 / 3267-1360

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Tarifaço de Richa vai pesar no bolso de motoristas e donos de automóveis

Encaminhado ontem à Assembleia Legislativa do Paraná, o “pacote de maldades” do governador Beto Richa (PSDB) vai pesar sobretudo no bolso dos motoristas e donos de automóveis. Um dos projetos aumenta em 40% a alíquota do IPVA e reduz de 5% para 3% o desconto para quem pagar o imposto à vista até abril. O desconto de 10% para o pagamento em parcela única até janeiro deixa de valer. Além disso, deve chegar à Casa uma proposta para aumentar a alíquota do ICMS sobre a gasolina de 28% para 29%.
Classificadas como “medidas amargas” por deputados da base aliada, as propostas de Richa – ontem, foram lidas 20 em plenário – tentam garantir que o tucano comece o 2.º mandato com dinheiro em caixa. Além do aumento na cobrança de impostos, o governo pretende realizar manobras orçamentárias e cortar despesas. A expectativa é que as medidas resultem num saldo de até R$ 1,5 bilhão a mais para os cofres públicos.
De acordo com o Projeto n.º 513, a alíquota do IPVA passará de 2,5% para 3,5% do valor do automóvel– ônibus, caminhões e veículos usados para transporte de carga e locação têm porcentual diferente. Tomando como exemplo um Gol zero quilômetro com duas portas – um dos modelos mais baratos do país e que vale hoje R$ 31.040 segundo a tabela Fipe – o imposto passaria de R$ 776 em 2014 para R$ 1.086,40 em 2015. Com isso, o Paraná se tornará um dos estados que cobra o IPVA mais caro do país, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais, onde a alíquota é de 4%.3º estado mais caro
A mensagem também prevê que os contribuintes que pagarem o tributo de uma única vez terão desconto de 3% no ano que vem, e não mais de 5% . Além disso, o Executivo voltou atrás na decisão que havia tomado há menos de um mês de oferecer desconto de 10% no pagamento à vista do IPVA em janeiro.
Segundo o líder do governo na Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), outro projeto vai majorar de 28% para 29% a alíquota do ICMS cobrado sobre a gasolina, o que deve impactar no preço cobrado dos usuários nos postos de combustíveis.
Líder do PT na Assembleia, Tadeu Veneri subiu à tribuna e fez pesadas críticas ao tarifaço de Richa. Para ele, o governador reeleito ocultou durante a campanha eleitoral a realidade financeira do estado, vendendo um “cenário de fantasia”. Segundo o petista, o tucano sempre garantiu à população que as finanças estavam sob controle. “O responsável por tudo isso é o governador com sua administração inconsequente, gastando mais do que poderia. Não dá para tapar o sol com a peneira. O governo assume agora que está quebrado.”
Em resposta, Traiano afirmou que o cenário atual é fruto das dificuldades financeiras que teriam sido impostas ao Paraná pelo governo federal. “Nós não geramos receitas como a União. Então, nossa única saída é fazer uma contenção terrível de despesas e aumentar a arrecadação”, defendeu. Questionado sobre o teor das medidas, o líder do governo considerou natural elas serem vistas como injustas e impopulares. “O eleitor pode se frustrar, se sentir traído. Mas nós temos de assumir a responsabilidade pelos nossos atos.”
Gazeta do Povo

Presidente da Câmara Alfredo Bernardo fala sobre as acusações feitas pelo prefeito Adir Leite

Na ultima terça feira (2) o prefeito Adir Leite em seu depoimento acusou, o presidente da Câmara, Alfredo Bernardo (PP). O pepista teria feito ligações telefônicas pedindo dinheiro para ele na prefeitura, em conversa com o presidente da Câmara Alfredo Bernardo ele nos disse que. "A única ligação que ele apresentou", disse o vereador Alfredo, "foi uma vez que eu liguei para ele cobrando o pagamento do pintor que fez o serviço na escola indígena, valor esse que seria em torno de R$ 1 mil, que ele prometeu pagar do próprio bolso" e também sobre a questão do combustível que ele pediu seria para o ônibus da reserva indígena Barão de Antonina.

De acordo com o presidente da Câmara Alfredo Bernardo "estava apenas fazendo meu papel de vereador, cobrando melhorias para a escola pois a mesma estava em situação precária e poderia ser para qualquer outra escola que estivesse na mesmo situação." Alfredo nos disse também que "vou continuar cobrando o executivo melhorias não só nas escolas mas em todos os setores da administração". 

Para o presidente da Câmara Alfredo Bernardo, "o prefeito Adir está tentando mudar o foco das investigações".

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Prefeito afastado Adir Leite abre o verbo em depoimento na CP na Câmara de Vereadores de São Jerônimo da Serra

Nesta terça feira de manhã o Prefeito afastado de São Jerônimo da Serra, Adir dos Santos Leite prestou depoimento na Câmara de Vereadores onde responde por três CP na casa, em depoimento Adir Leite declarou que todos os vereadores da casa pediam valores em dinheiro, alem dos vereadores titulares, também o vereador suplente Alcidio Gabriel que assumiu a cadeira apos afastamento dos vereadores envolvidos no suposto esquema, entre as vantagens Adir citou uma cirurgia paga pela Prefeitura para familiares do vereador.

Adir Leite também citou o Presidente da Câmara Alfredo Bernardo no depoimento, onde pedia benefícios, como combustível e verbas para Escola Estadual, o advogado de Adir Leite Drº Mauricio Carneiro informou que tem um áudio dessas denuncias, áudio esse entregue a Comissão Processante, pois o mesmo foi impedido de mostrar citado áudio. Com isso Carneiro pediu a suspensão do vereador Alfredo de participar da votação da CP.

Outro citado por Adir Leite foi o vereador José da Silva (Zezão), onde o vereador pedia R$ 1.000 (um mil reais) por mês fora do salário, ainda afirmou que tem uma gravação onde Zezão pedia que fosse melhorado o salário da esposa que Funcionária Pública da Prefeitura e que deve se aposentar em janeiro. 

O advogado de Adir Leite, Drº Mauricio Carneiro também apresentou um vídeo onde o vereador Sidney Navarro declarou em entrevista a um canal de TV, onde disse que Adir Leite seria cassado mesmo antes do termino das investigações declarou Carneiro, com isso Carneiro pediu a suspensão do relator da Comissão Processante.

Adir Leite declarou também que esta sofrendo uma perseguição política e que São Jerônimo da Serra nunca havia conseguido tanto investimento em tão pouco tempo, entre os investimento Adir destacou a construção da super creche, do CRAS, reforma nos Postos de Saúde e Hospital, empedramento de ruas além de investimento de mais de 11 milhões de reais para empedramento da estrada que liga São Jerônimo da Serra ao Distrito de Terra Nova, onde o dinheiro esta na conta e também o empedramento da estrada que liga São Jerônimo da Serra ao Bairro da Taquara além de construção de uma escola no Distrito da Terra Nova.

Com isso Adir Leite botou mais fogo ainda na já conturbada investigação, onde podemos dizer que têm muita água para passar por baixo dessa ponte.