Pesquisar

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Reajuste médio do pedágio no Paraná será de 10,28%

Motoristas que cruzam as rodovias do Anel de Integração do Estado terão um grande impacto no bolso a partir da próxima terça-feira, quando entra em vigor o novo valor das tarifas cobradas nas praças de pedágio. O aumento anual autorizado por concessionária vai variar de 6,69% a 7,05%, entretanto, com a aplicação da revisão tarifária (para cobrir custos de obras não previstas em contrato, como viadutos e duplicações ou que tiveram o cronograma antecipado), o reajuste médio nas tarifas chega ao total de 10,28%. 
O índice é mais que o dobro do registrado no ano passado quando a média ficou em 4,88%, e foi homologado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) ontem. Para chegar ao percentual de reajuste a fórmula estabelecida pelo contrato de concessão utiliza seis índices relacionados ao andamento de obras rodoviárias, e que são calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 
São eles: terraplenagem (movimentação de terra), pavimentação (asfaltamento novo ou recapagem), obras de arte especiais (viadutos e pontes), Índice de Custo da Construção – ICCC (insumos), projetos especiais (de engenharia) e, por fim, o Índice Geral de Preços de Mercado (IGPM). Cada um desses itens demonstra a oscilação de custos ao longo dos últimos doze meses, e é com a média destes fatores que se estabelece o índice anual de reajuste. 
As tarifas praticadas pela concessionária Econorte nos municípios de Jacarezinho e Jataizinho (BR-369) e Sertaneja (PR-232), por exemplo, terão o maior aumento entre todas as praças de cobrança. Neste caso, além dos 7,05% autorizados, também foram homologados pela Agepar os percentuais de 4,10% decorrente de termo aditivo; e de 4,11% referentes a fluxo de caixa principal e marginal. 
Com isso, a tarifa de Jataizinho, que hoje custa R$ 16,10, vai passar para R$ 18,60 (alta de 15,5%), a mais cara entre todos os pedágios do Estado. Em Jacarezinho, o motorista pagará até a próxima segunda-feira (30) R$ 14,80, mas no dia seguinte o desembolso passa para R$ 18 (um aumento de 15,5%). E quem cruzar a praça de Sertaneja, onde o valor está fixado em R$ 13,80, terá que pagar R$ 16 a partir de dezembro (crescimento de 15,9%). 
Segundo o diretor de Relações Institucionais e Ouvidoria da Agepar, João Batista Peixoto, os valores alcançaram estes patamares devido ao termo aditivo em relação a obras de duplicações e construção de viadutos. "Isso acabou implicando na revisão tarifária e elevou o valor cobrado", disse. 
Peixoto fez questão de ressaltar que o reajuste anual por concessionária (6,69% a 7,05%) ficou abaixo da previsão de inflação para o período. "Se olhar por um lado, o reajuste ficou menor que os 9,93% da previsão do IPCA)", destacou. Entretanto, a média de 10,28% ultrapassou, e muito, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). 
Outra revisão tarifária também foi concedida à concessionária Viapar. Neste caso, a agência autorizou a aplicação dos 7,05% além de 3% a mais decorrente de termo aditivo. Desta forma, os valores das tarifas nas seis praças administradas pela empresa ficou acima dos 10%. Na praça de pedágio de Presidente Castelo Branco, por exemplo, a cobrança passa de R$ 9,10 para R$ 10,10 (alta de 10,9%); e em Arapongas a tarifa sobe de R$ 6,80 para R$ 7,50 (crescimento de 10,2%). 
O valor praticado na praça de pedágio de São José dos Pinhais, sob responsabilidade da Ecovia, que era a mais cara do Estado até então, terá um aumento de 7,14%, passando de R$ 16,80 para R$ 18. 
O diretor da Agepar também fez questão de frisar que o papel da agência não é questionar a forma como os contratos foram fechados (ainda no governo Lerner), mas sim analisar se o que está previsto está sendo respeitado. "Temos que garantir a mediação do poder concedente (Departamento de Estradas de Rodagem – DER) e as concessionárias, a fim de garantir que os usuários possam usufruir de estradas em boas condições", afirmou. 
"Há várias ações judiciais questionando os contratos com as concessionárias, mas enquanto as decisões ainda não transitaram em julgado, está valendo o contrato que foi fechado anos atrás e é isso que temos que fazer", completou Peixoto. 

ABCR

O diretor regional da Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR), João Chiminazzo Neto, se manifestou por meio de nota oficial. Segundo ele, "a manutenção do equilíbrio econômico financeiro dos contratos é imprescindível para que as concessionárias cumpram suas obrigações". A reportagem também entrou em contato com o DER, mas o órgão informou que não iria se manifestar sobre o assunto.
Rubens Chueire Jr.
Reportagem Local

Neymar é indicado ao prêmio de melhor do mundo


O atacante Neymar, do Barcelona, é um dos três finalistas do prêmio Bola de Ouro da Fifa, que elege o melhor jogador da temporada. 

Aos 23 anos, ele concorre com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, vencedores nos últimos sete anos. Foram quatro prêmios para o argentino e três para o português. 

O prêmio Bola de Ouro será entregue em 11 de janeiro na Suíça. 

Se dependesse apenas dos números, Neymar seria favorito ao prêmio. Ele conquistou quatro títulos pelo Barcelona, terminou a Liga dos Campeões como um dos artilheiros. 

Por falta de dinheiro, eleições de 2016 podem não ter urna eletrônica

Por falta de dinheiro, as eleições municipais de 2016 serão realizadas manualmente. É a primeira vez que isso acontecerá desde 2000, quando todo o eleitorado brasileiro começou a votar eletronicamente. 

A informação de que o contingenciamento impedirá eleições eletrônicas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 30. 

"O contingenciamento imposto à Justiça Eleitoral inviabilizará as eleições de 2016 por meio eletrônico", diz o artigo 2.º da Portaria Conjunta 3, de sexta-feira (27). 

O texto é assinado pelos presidentes dos Supremo Tribunal Federal (STF), Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunal Superior do Trabalho (TST), Superior Tribunal Militar (STM), Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) e respectivos conselhos. 

A portaria afirma ainda que ficam indisponíveis para empenho e movimentação financeira um total de R$ 1,7 bilhão para STF (R$ 53,2 milhões), STJ (R$ 73,3 milhões), Justiça Federal (R$ 555 milhões), Justiça Militar da União (R$ 14,9 milhões), Justiça Eleitoral (R$ 428,9 milhões), Justiça do Trabalho (R$ 423 milhões), Justiça do Distrito Federal (R$ 63 milhões) e Conselho Nacional de Justiça (R$ 131 milhões). 

As urnas eletrônicas foram usadas pela primeira vez em 1996. Mas somente nas eleições de 2000 todo o eleitorado votou eletronicamente.

Agência Estado

Filho mata mãe a facadas no Norte do Paraná


Um rapaz de 21 anos matou a própria mãe, de 41, em São João do Ivaí, no Norte do Paraná, na noite deste domingo (29). O crime aconteceu na residência deles, no Jardim Ivaí, por volta das 21 horas. 

Segundo a Polícia Militar (PM), os dois começaram uma discussão quando Almir José Leite pegou uma faca de cozinha e começou a desferir golpes no tórax de Clenilda Barbosa Serafim. A vítima tentou correr para a rua e pedir socorro, mas não resistiu, caiu na calçada e morreu. 

Leite fugiu após o crime, mas foi localizado pelos policiais. A Polícia Civil informou que ele não tem antecedentes criminais nem histórico de uso de drogas. Durante a prisão, o rapaz disse que já vinha discutindo com a mãe há algum tempo, mas não revelou detalhes sobre a motivação do assassinato. A faca usada no crime também foi apreendida. 

Leite está na delegacia do município, onde prestará depoimento e ficará à disposição da Justiça. Ele será indiciado por homicídio qualificado.

Samara Rosenberger - Redação Bonde

Jovem esfaqueia dois em Urai; um adolescente morre


Um adolescente de 16 anos morreu após ser esfaqueado por um jovem de 21 anos em Uraí, norte Pioneiro do Estado. O crime ocorreu na noite do último domingo (29), por volta das 21h. Além do homicídio, um outro rapaz, de 26 anos, também foi esfaqueado. 

De acordo com informações da Polícia Militar, o jovem responsável pelo crime teria esfaqueado as vítimas, ambas no tórax, e fugido na sequência. Informações dão conta de que ele tenha saído da cidade em um veículo VW/Fox. 

A Polícia realiza diligências na tentativa de encontrar o suspeito. A causa do crime segue indefinidas.

Redação Bonde

suspeitos furtam cestas básicas de moradores vitimados pelas chuvas


A Polícia Civil prendeu sete pessoas suspeitas de participarem de um furto a um barracão que servia como ponto de coleta de donativos para vítimas das chuvas em Ipiranga, no Campos Gerais do Paraná, na noite deste domingo (29). O crime aconteceu por volta das 22h. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), os criminosos saquearam 165 cestas básicas do local conhecido como Barracão da Vanessa. Mais 50 foram furtadas do prédio da Secretaria Municipal de Planejamento. Não havia sinais de arrombamento nos locais. O temporal com granizo que atingiu a cidade no começo do mês de outubro deixou centenas de casas destelhadas e alguns moradores desalojados. 

A Polícia Civil já abriu inquérito para investigar o caso e está ouvindo os suspeitos durante o dia de hoje.

Redação Bonde

Prefeito procura polícia após encontrar galinha morta na porta de casa

A Polícia Civil de Santa Mariana, no Norte Pioneiro do Paraná, abriu uma investigação para descobrir o responsável por amarrar uma galinha morta no portão da casa do prefeito daquela cidade, Jorge Rodrigues Nunes, na última semana. Segundo informações da RICTV Record, a residência amanheceu com o animal no portão e restos de alimentos espalhados na calçada. 


O caso chamou a atenção da população do município. Nunes se disse tranquilo com a situação e afirmou que o ato foi cometido por um vereador de Santa Mariana. O prefeito, entretanto, preferiu não divulgar o nome do parlamentar. 

O responsável pelo ato deverá responder por perturbação de sossego. 


(com informações da RICTV Record)

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Polícia recupera carga roubada de café em São Jerônimo da Serra

Polícia Civil/Divulgação

Após dias de intensa investigação, os policiais civis da delegacia de São Jerônimo da Serra, sob coordenação do delegado de polícia Fernando de Carvalho Sant'Ana, encontraram a carga de café que foi roubada no dia 22 de novembro de 2015, numa propriedade rural do município de São Jerônimo da Serra. A carga, avaliada em mais de 100 mil reais, foi encontrada próximo a cidade de Curiuva-PR, a mais de 60km de distância do local onde foi subtraída. 

Dr Fernando de Carvalho Sant'Ana, delegado de polícia responsável pelas investigações, salienta que o êxito só foi possível graças ao empenho de toda a equipe e apoio do Grupo de Diligências especiais da 11º SDP de Cornélio Procópio e dos investigadores de polícia lotados na delegacia de Congonhinhas.

As investigações prosseguem com o intuito de identificar os envolvidos no crime.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Trabalho escravo leva MPT a questionar licitações

Em menos de um mês, dois casos recentes de resgate de 34 trabalhadores em situação análoga à de escravo em obras de programa do Governo Estadual para pavimentação de estradas rurais, o Caminho das Pedras - em São Sebastião da Amoreira e São Jerônimo da Serra - motivaram o procurador do trabalho Heiler Natali, da Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Londrina, a agendar uma reunião marcada para hoje com o procurador-chefe do Ministério Público de Contas do Estado do Paraná, Michel Richard Reiner. O objetivo é discutir o modelo atual de licitação do programa, que estaria abrindo brechas para a contratação de empresas sem idoneidade para a realização dos serviços. O Projeto Caminho das Pedras prevê ações para recuperação e adequação de estradas rurais por meio de repasses às prefeituras, que acabam por terceirizar as obras a empreiteiras. Em julho, o governador Beto Richa anunciou a retomada dos investimentos, liberando mais R$ 13,3 milhões para 55 municípios aplicarem em obras de pavimentação de estradas rurais com pedras irregulares. 
"É preciso rever esse modelo porque não é possível aprovar contratos de valores altos com um custo de mão de obra tão baixo, seja por má-fé ou de forma ilícita. Do jeito que está, as empresas autuadas podem regularizar as contratações de emprego e continuar as obras, sem dar o direito aos que perderam a licitação de participarem novamente; é uma concorrência desleal", alega Natali. "O auditamento, que normalmente é feito após as irregularidades, também pode acabar encarecendo o contrato da obra de forma ilícita", acrescenta o promotor, adiantando que outros municípios também estariam sob suspeita de irregularidades, ainda em fase sigilosa de investigação. 
Em São Sebastião da Amoreira, o Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) resgatou, em uma força-tarefa realizada nos dias 17 e 18 de novembro, oito trabalhadores encontrados em situação análoga à de escravo. Dadas as condições de alojamento, também foi determinada a sua desocupação imediata e o transporte, sob responsabilidade da Prefeitura do Município, dos trabalhadores, em sua maioria vindos de Candói (Sul), a seus locais de origem. O alojamento há dias estava sem fornecimento de água, obrigando os empregados a tomar banho no cemitério municipal. Os salários estavam atrasados há quase dois meses e não era fornecido alimento. Com fome, os trabalhadores foram obrigados a pedir comida para o destacamento de Polícia Militar do local. 
O contrato para a obra é superior a R$ 1 milhão e foi determinado ao município o bloqueio de aproximadamente R$ 75 mil de repasses da obra à construtora responsável – Marçal Jr. Construtora Ltda, de Nova Fátima - a fim de garantir depósito dos valores devidos e da indenização arbitrada a título de danos morais. Além de requisitar a instauração de Inquérito Policial, o MPT-PR também assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município, em que ele se compromete a fiscalizar o cumprimento da legislação trabalhista por parte das empresas que contrata para realização de obras públicas. Será ainda ajuizada uma Ação Civil Pública (ACP) contra a empresa requerendo indenização por danos morais coletivos, além de estabelecer obrigações sobre a contratação de pessoal e fornecimento de alojamentos adequados e equipamentos de proteção. 
Em outubro, outros 26 trabalhadores foram resgatados em situações semelhantes no município de São Jerônimo da Serra, também contratados por empresa para corte e assentamento de pedras. Na ocasião, os empregados, também sem registro em carteira de trabalho, foram encontrados em alojamentos precários. Alguns empregados nem colchão possuíam, sendo obrigados a dormir sobre cobertores no chão. Também não recebiam salários há meses e cortavam e assentavam pedras sem qualquer tipo de equipamento de proteção individual (EPI). O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) acompanhou a operação e realizou o registro dos trabalhadores e emissão de guias para o seguro-desemprego. A empresa terá que pagar R$ 160 mil em verbas rescisórias e indenização por danos morais individuais. O contrato com a empresa Lucas Francisco Bispo Companhia Ltda ME, com sede em Nova Santa Bárbara, foi de aproximadamente R$ 3 milhões.
Ana Paula Nascimento
Reportagem Local

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Mais de 3 metros acima do nível, Rio Tibagi transborda e inunda chácaras


A forte chuva que cai sobre o Paraná desde a última sexta-feira (20) tem afetado moradores de várias regiões, em especial, de áreas ribeirinhas. Não é preciso ir muito longe para constatar esse efeitos. Em Jataizinho, região metropolitana de Londrina, o rio Tibagi transbordou, alagando dezenas de residências e chácaras da zona rural. As informações são da Defesa Civil. 

"Existem dois pontos mais críticos: um conjunto de pelo menos 20 chácaras próximo à bifurcação do rio Jataizinho, afluente que corta o município, e outro na Vila Frederico. Além de equipes da Prefeitura, o Corpo de Bombeiros de Ibiporã foi acionado para auxiliar no atendimento às vítimas", explicou Rodolfo Brandão, secretário-executivo do órgão. 

O Rio Tibagi já está a três metros e meio acima do nível normal. "Quando o nível ultrapassa quatro metros, um plano de contingência é acionado, ou seja, várias áreas se reúnem para uma força-tarefa, a fim de providenciar abrigos e atender a outras necessidades. Por enquanto, estamos apenas em estado de monitoramento. Existe sim a possibilidade de entrar em estado de alerta, mas isso será decidido apenas no final do dia", adiantou. 


Barcos, inclusive, já estão posicionados na região para eventuais saídas de moradores, caso seja necessário. "A população já foi avisada da situação desde semana passada, quando recebemos a informação de que a vazão nas usinas hidrelétricas da Copel está quatro vezes superior ao normal. A defluência média é de 700 metros cúbicos, sendo que, às 7 horas de sexta, marcava 1.900 metros cúbicos", detalhou o secretário-executivo. 

"Desde então, o rio subiu quatro metros e foi caindo de nível no fim de semana. Existe também o sincronismo com a barragem de Capivara, que também está com vazão excedente", completou. "O problema é que algumas pessoas se recusam a sair de suas casas com medo de deixar seus pertences e serem vítimas de arrombamentos e furtos", finalizou. 

Por enquanto, não foi possível calcular o número de pessoas afetadas no município. Em princípio, não houve registro de feridos.

Samara Rosenberger - Redação Bonde


Secretário de Saúde de Corbélia é preso pelo Gaeco

CATVE.com

Foi deflagrada nesta terça-feira (24) a terceira fase da Operação Panaceia, que busca desarticular uma quadrilha responsável por fraude em licitações e desvio de dinheiro público na área da saúde em municípios do Oeste paranaense. As investigações foram conduzidas pelo núcleo de Cascavel do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público do Paraná, e culminaram com a prisão preventiva do secretário municipal de Saúde de Corbélia e a condução coercitiva de oito pessoas, responsáveis por cinco empresas, para depoimentos, nas cidades de Cascavel, Toledo e Corbélia. Também foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão na prefeitura e em residências de empresários e servidores. 

Segundo o Gaeco, os empresários estariam associados de forma criminosa para fraudar licitações na área de serviços de saúde, medicamentos e alimentação para saúde, inclusive com superfaturamento de contratos, com a conivência do agente público, que teria recebido valores fixos das empresas para garantir o andamento da fraude. 

O dinheiro era depositado na conta bancária da então mulher do secretário – teriam sido quase R$ 250 mil em propinas em dois anos. O Juízo Criminal de Corbélia determinou o bloqueio de bens imóveis, veículos e contas bancárias dos investigados. 


A ação deflagrada nesta terça é um desdobramento do trabalho de investigação realizado pelo Gaeco em julho, na cidade de Ibema, que levou à prisão dos secretários municipais de Saúde e de Administração, de uma servidora da prefeitura e de três empresários de Cascavel. Todos, além do prefeito de Ibema, que foi afastado, foram denunciados criminalmente pelo MP por crimes como fraude à licitação e desvio de dinheiro público, por meio de organização criminosa. O processo contra o gestor municipal tramita junto ao Tribunal de Justiça do Paraná.

Redação Bonde com MP-PR


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Bando rouba 250 sacos de café e veículos de fazenda em São Jerônimo da Serra


Bando de ladrões encapuzados roubaram uma fazenda no distrito de Terra Nova em de São Jerônimo da Serra, no final da noite de domingo (22). Segundo a Polícia Militar (PM), o bando invadiu a propriedade rural e amarrou os cinco moradores do local. As vítimas também foram trancadas em um dos cômodos da fazenda, conforme a polícia. 

O bando utilizou um caminhão para levar 250 sacos de café do local. Os ladrões também roubaram uma caminhonete GM/S10 LTZ, placas AJX-9003, e uma Fiat/Strada, placas AZN-1438, da propriedade rural. 

As vítimas só acionaram a polícia na madrugada desta segunda-feira (23), após conseguirem se soltar e sair do cômodo no qual haviam sido trancadas. 

Em diligências, a PM conseguiu localizar a caminhonete roubada, em estado de abandono, em uma estrada rural da região onde fica a fazenda. A polícia segue à procura dos ladrões e demais produtos roubados.

Chuva de granizo danifica casas e estradas rurais em Sapopema


Pelo menos 50 casas foram danificadas devido a uma forte chuva de granizo que atingiu Sapopema, nesta segunda-feira (23). De acordo com o município, o temporal ainda derrubou postes de energia elétrica  e danificou algumas estradas rurais.

“A chuva de granizo atingiu a cidade inteira, algum pontos com mais gravidade do que outros. A prefeitura ainda deve desalojar duas famílias que estão em área de risco”, diz o engenheiro municipal Jean Carlos Cunha de Almeida.

O granizo atingiu o município por volta das 9h. O Corpo de Bombeiros está atendendo a população mais atingida e técnicos da Copel trabalham na recuperação de postes.

sábado, 21 de novembro de 2015

Anvisa aprova regras para venda de teste para aids em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira, 20, as regras para o registro de kits de diagnóstico de aids vendidos em farmácia. Esse é o primeiro passo para que empresas interessadas iniciem o processo para a comercialização do produto no País. A análise da presença do HIV é feita pelo teste na saliva.
O texto aprovado na reunião da diretoria colegiada traz uma série de regras para embalagem do kits. Eles devem trazer estampadas frases alertando sobre os riscos de falha no resultado. Há tanto a possibilidade de ele ser "falso negativo" (o kit aponta erroneamente que o consumidor não tem HIV), quanto de ele ser falso positivo (indica que o consumidor tem HIV quando de fato ele não tem). As embalagens devem trazer ainda o telefone do Disque Saúde - serviço do Ministério da Saúde - e de uma central telefônica, que tem de ser mantida em funcionamento pela empresa de forma ininterrupta, para dar orientações ao consumidor, caso seja necessário.
Com a aprovação, o Brasil passa a ser o quarto país no mundo com regras que permitem a venda de kits de diagnóstico para HIV em farmácias.

Governador Beto Richa participa em Sapopema, do encontro Mulheres Trabalhadoras Rurais



O Governo do Estado mantém diálogo com as entidades representativas da agrícola e esta parceria possibilita acompanhar e atender as reivindicações do setor, em especial da agricultura familiar. A declaração foi feita pelo governador Beto Richa nesta quinta-feira (19), durante o encontro Mulheres Trabalhadoras Rurais de Sapopema e Região, que reuniu mais de duas mil pessoas de municípios da região Norte do Estado. “São as demandas apresentadas pelas entidades que nos ajudam a orientar as politicas públicas para o setor”, afirmou o governador. 

O encontro foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sapopema, com apoio da prefeitura, da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Paraná (Fetaep) e do Governo do Estado. O secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, o prefeito Gimerson de Jesus Subtil, e os prefeitos de seis outros municípios da região Norte participaram do encontro. 

Richa disse que o governo inovou no tratamento e valorização do trabalho dos pequenos agricultores do estado, com uma gestão democrática e pautada no diálogo com as entidades do setor. “Isso possibilitou inúmeros avanços”, afirmou. Ele mencionou os programas de recuperação das estradas rurais, por meio de repasse de óleo diesel, pavimentação com pedras e as Patrulhas do Campo. 

Citou, ainda, a retomada da distribuição de calcário para correção dos solos, o aumento de recursos para a compra de produtos da agricultura familiar para a merenda escolar, de R$ 3 milhões, em 2010, para R$ 46 milhões em 2015. Os programas habitacionais atendem hoje a 13 mil famílias do campo. 

O governador destacou o papel da agricultura no cenário econômico nacional. “As riquezas do Paraná vêm da agricultura, que garante divisas e tem salvo a balança comercial brasileira, garantindo o superávit e milhares de empregos”, disse. 

BANDEIRA - A questão do crédito para a propriedade familiar, o apoio aos jovens, para que permaneçam no campo, e a preservação de conquistas como a da aposentadoria e a do PIS são os temas prioritários para as mulheres agricultoras, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Sapopema e diretora da Fetaep, Silvana Cândido. “Hoje podemos dizer que a mulher do campo lidera, é empreendedora. O que queremos é que ela se capacite cada vez mais e possa gerar renda na sua propriedade para manter seus filhos na agricultura familiar”, disse Silvana. 

PRESENÇA FORTE - O secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, disse que a mulher do campo, além de criar os filhos e cuidar dos serviços domésticos, sempre atuou também no trabalho agrícola. “Hoje, o que se percebe claramente é uma presença mais forte da mulher no comando da propriedade familiar, tomando decisão, com mais preparo técnico”, afirmou. Ele disse que o governo estadual presta apoio com pesquisa, assistência técnica, infraestrutura. 

PARCEIRO – Para o prefeito Gimerson Subtil, o encontro fortalece a agricultura familiar e a participação da mulher. “Uma oportunidade de avançar em novas políticas públicas e renovar o ânimo das trabalhadoras. É muito importante buscar aumentar a produtividade, manter a qualidade dos produtos, para que tenhamos condições de buscar melhoria na saúde através de bons alimentos”, disse. 

Ele citou as obras realizadas no município em parceria com o Estado e destacou os investimentos em saúde, como entrega de ambulâncias e construção de unidades de saúde. “Tivemos avanço importante na área da saúde, que é considerada por todos como vital”, disse. 

Os investimentos feitos pelo Governo do Estado em Sapopema nos últimos anos chegam a R$ 19,2 milhões. O prefeito falou sobre as dificuldades financeiras das prefeituras, devido a queda de repasses do governo federal. “Os municípios não conseguem dar conta sozinho das demandas. O Governo do Paraná tem sido um grande parceiro dos prefeitos atendendo as demandas locais”, afirmou. 

PRESENÇAS – Participaram do evento os prefeitos de Nova Fátima, Nilson Xavier; de Curiúva, Amadeus da Silva; de Santa Mariana, Jorge Nunes; de Bandeirantes, Celso Silva; de São Jerônimo da Serra, João Ricardo de Mello, e de Figueira, Valdir Garcia. Também participaram o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli e o deputado estadual Alexandre Curi. 

AEN

DIVULGADO RESULTADO PRELIMINAR DAS PROVAS OBJETIVAS DO CONCURSO DE SÃO JERÔNIMO DA SERRA

NESTA SEXTA FEIRA (20) FOI DIVULGADO O RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA OBJETIVA DO CONCURSO PÚBLICO Nº01/2015 DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JERÔNIMO DA SERRA, VOCÊ PODERÁ ACESSAR A LISTA NO LINK ABAIXO;


http://www.funtefcp.com.br/images/arquivos/pmsjdaserra2015/Resultado_Preliminar_da_Prova_Objetiva_Escrita.pdf

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Contas de Richa de 2014 serão julgadas na próxima quinta

O parecer prévio sobre as contas de 2014 do governador Beto Richa será analisado e votado pelo Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) na próxima quinta-feira (26 de novembro). 

A sessão extraordinária nº 1/2015 será iniciada às 14 horas e, em virtude disso, não haverá sessão ordinária do Pleno naquele dia. 

O relator do processo é o conselheiro Durval Amaral. Após a votação, o parecer prévio do TCE-PR será enviado à Assembleia Legislativa, para análise e votação. 

A Constituição do Paraná determina, nos Artigos 74 e 75, que cabe ao Poder Legislativo, com o auxílio do Tribunal de Contas, a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial dos órgãos estaduais. 

Como todas as reuniões deliberativas do Tribunal Pleno, a sessão extraordinária do dia 26 será transmitida, ao vivo, pelo portal do TCE-PR na internet (www.tce.pr.gov.br) e pela TV Assembleia.

Redação Bonde com TCE-PR

Dois presos fogem da cadeia pública de Cornélio Procópio


Aproveitando dia de visita, dois presos conseguiram fugir da cadeia pública de Cornélio Procópio no final da tarde de quinta-feira (20). 

Segundo informações da Polícia Militar, a visita estava se encerrando e a equipe se preparava para recolher os presos no pátio quando os detentos simularam que um deles estava passando mal, gritando por socorro. 

Dois deles aproveitaram um buraco existente na tela que divide setores para fugir pelo corredor que dá acesso ao portal principal. Eles foram identificados apenas como Eduardo, 19 anos, de apelido "Fortinho", e Wesley, 23, de apelido "iesqui". 

Equipes de policiais militares e civis fazem buscas na região da cadeia pública, mas até o momento nenhum dos dos foragidos foi localizado.

Redação Bonde

Mãe e filho são suspeitos de homicídio no Norte Pioneiro


Mãe e filho estão sendo procurados pela polícia na região de Nova Fátima, no Norte Pioneiro do Paraná, suspeitos de matar um homem a tiros no dia 25 de setembro. Os mandados de prisão dos acusados foram expedidos pela Justiça na quinta-feira (19) e, desde então, eles se encontram foragidos. 

Identificados apenas como Lucilene e David, mãe e filho chegaram a prestar depoimentos na Delegacia de Nova Fátima no mês passado. Segundo a polícia, os dois apresentaram informações contraditórias nas oitivas e, por isso, passaram a ser considerados suspeitos do crime. 

Não há informações sobre a relação dos suspeitos com a vítima, localizada já sem vida em uma casa da vila São Luiz. 


(com informações da Folha Fatimense)

Tornado com ventos acima dos 115 km/h causa estragos no Paraná

Um tornado atingiu a região Marechal Cândido Rondon, oeste do Paraná, na tarde de quinta-feira (20). Segundo a Defesa Civil, sete mil pessoas foram afetadas, em 1,5 mil residências. 

Cerca de 20 pessoas receberam atendimento médico, e a prefeitura informou que um ferido grave foi transferido para um hospital da cidade, mas passa bem. 

O Simepar classificou o tornado como categoria F1, em uma escala que vai de zero a cinco. Os ventos chegaram a 115 quilômetros por hora. 

Mais de cinco mil residências ainda estão sem energia elétrica na manhã desta sexta-feira. 

A BR-163 chegou a ser interditada no final da tarde de quinta depois que um caminhão tombou em decorrência do tornado. A fila chegou a oito quilômetros em cada sentido, mas a pista já está liberada. 

PRF/Divulgação
PRF/Divulgação


Medidas 
Em reunião realizada no final da tarde entre a prefeitura de Marechal Cândido Rondon e representantes do Corpo de Bombeiros, ficou definido que o Parque de Exposições receberá desabrigados. O telefone para ajuda é o (45) 3254-4585.

Redação Bonde

Justiça suspende rodeio no Paraná por falta de licitação


Está suspenso pela Justiça o contrato firmado entre a Prefeitura de Matelândia, no Oeste paranaense, e uma empresa de eventos que realizaria na cidade o "Rodeio Country" entre os dias 27 e 29 de novembro, durante a "ExpoMatelândia 2015". A decisão judicial foi proferida nesta quarta-feira (18) pela Vara Cível de Matelândia e atende pedido em ação civil pública ajuizada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca. 

Conforme a ação, a empresa que realizaria o rodeio teria sido admitida indevidamente, sem procedimento licitatório, via contrato administrativo, por R$ 120 mil. O Ministério Público sustenta que a determinação de inexigibilidade de licitação feita pelo Município para a contratação estaria em desacordo com o previsto pela Lei Federal 8.666/1993, que regulamenta licitações e contratações públicas. A argumentação foi aceita pelo Juízo da Comarca, que impôs, em caso de descumprimento, multa de R$ 50 mil para cada dia em que se realizar o rodeio. 

Redação Bonde com MP-PR

Itaipu deve escoar volume igual a seis Cataratas do Iguaçu; há risco de enchente


O forte volume de chuvas na região da usina de Itaipu e o atual nível de água do Rio Paraná obrigará a administração de Itaipu a abrir as três calhas do vertedouro da usina. A prática não é comum, em geral são abertas uma ou duas calhas quando é necesário. Com isso, serão escoados 9 mil metros cúbicos de água por segundo (m3/s), o equivalente ao volume médio de seis Cataratas do Iguaçu, entre 9h e 14h do próximo domingo, dia 22. 

No mesmo comunicado, a administração de Itaipu alerta que o aumento do nível de água dos Rios Iguaçu, que abriga as Cataratas, e Paraná, onde está localizada a Itaipu, gera um risco de enchentes "em toda a região ribeirinha" nos próximos dias, especialmente na margem paraguaia. 

Itaipu/Divulgação
Itaipu/Divulgação

"A Itaipu mantém uma Comissão de Cheia para monitorar a situação e fazer o alerta, se for necessário", informou a empresa. Essa comissão foi reativada na quarta-feira (18). 

Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrica (ONS) apontam que os reservatórios da região Sul operavam ontem com o equivalente a 96,59% da capacidade de armazenamento. Diante dos números, Itaipu cogita a possibilidade de o volume de água escoada, ou seja, liberada sem que haja a geração de energia, venha a ser até maior do que os 9 mil m3/s previstos inicialmente. "A programação da vazão está sendo estimada com base na afluência do Rio Paraná, que não para de subir", explicou a companhia. 

As chuvas ocorrem tanto a montante (acima) quanto a jusante (abaixo) da usina, o que ocasiona uma maior concentração no reservatório que atende a hidrelétrica. Além disso, a abertura de vertedouros se tornou uma prática usual nas últimas semanas. Para esta sexta-feira, informou Itaipu ontem à noite, a vazão pode alcançar 6 mil m3/s. 

O nível do Rio Paraná na região da Ponte da Amizade atingiu 110 metros nesta quinta-feira, acima da cota de alerta de cheia para o local, que é de 109,9 metros. Para hoje, a previsão é de 112 metros. "Com isso, podem ser afetadas 20 moradias no bairro San Rafael, em Ciudad del Este, no Paraguai", informou a empresa.

Agência Estado

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Prefeito de São Jerônimo da Serra se reúne com moradores do Assentamento Dom Élder e fala a respeito do carro.

Aconteceu na manhã desta segunda-feira (16) no gabinete do prefeito de São Jerônimo da Serra, João Ricardo de Mello, uma importante reunião com alguns moradores do Assentamento Dom Élder. Dentre os principais assuntos discutidos foram as estradas e sobre quando os assentados estariam recebendo o veículo gol. 
Sobre as estradas o prefeito disse que assim que a chuva der uma trégua, estará empedrando o desvio que foi feito, por conta das obras do calçamento da estrada mestra que liga o Distrito de Terra Nova até a sede.  

O prefeito João Ricardo de Mello falou ainda do caso do veículo gol que estava em poder do presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Scerbo, há mais de 15 dias e que só teve conhecimento após uma postagem nas redes sociais do referido carro que se encontrava parado no Hotel do João Luiz Perusso, ex vice prefeito do município. 

Na última sexta-feira 13, após o prefeito Ricardo procurar a autoridade policial para pedir providencias, Marcelo tentou entregar o referido veículo na delegacia de polícia, onde foi orientado a entregar o carro ao município.

Na manhã de hoje funcionários da prefeitura estiveram na Câmara de vereadores procurando o Presidente da Câmara para ele assinar o documento de entrega do veículo ao município, mas não obtiveram êxito, pois segundo o secretário, Marcelo não estaria no local e que ele não podia protocolar o documento, pois estava de saída para outra cidade. O prefeito finalizou dizendo que assim que for feito toda documentação, o veículo será entregue o quanto antes para a população do Assentamento Dom Élder.

Entenda o caso

O prefeito de São Jerônimo da Serra João Ricardo de Mello, conseguiu junto ao governo do estado, um veículo gol por intermédio do Deputado Estadual Luiz Claudio Romaneli. Após todos os tramites para liberação do veículo, o vereador e atual Presidente da Câmara de vereadores Marcelo Scerbo, foi até a capital paranaense Curitiba, juntamente com uma pessoa que não pertence ao quadro de funcionários da prefeitura e retirou o carro sem qualquer autorização expressa do prefeito municipal. Após chegar ao conhecimento do Presidente da Câmara de vereadores, Marcelo Scerbo, sobre o pedido de providencias do prefeito, o mesmo tentou entregar o referido veículo na delegacia de polícia, onde foi orientado a entregar o carro ao município.

Reginaldo Saturnino

Vereadores são presos por tentar extorquir ex-prefeita no Paraná


Três vereadores de Juranda, centro-oeste do Paraná, foram presos em flagrante na tarde de domingo (16) no restaurante de um posto de combustíveis de Campo Mourão por tentativa de extorsão contra a ex-prefeita do município, Leila Miotto Amadei. 

Os vereadores José Theodoro Alves Neto (PTB), Nelson Richard Pinto (PSL), e Pedro Gonçaves (PMDB) exigiam R$ 150 mil para garantir a aprovação de contas da prefeitura em 2009, quando o Executivo era comandado por Leila. Segundo o GAECO de Maringá, acionado pela ex-prefeita, o trio exigia metade do valor antes e pagaria a outra metade após a votação. 

As contas de 2009 já haviam sido aprovadas pelo Tribunal de Contas com ressalvas. 

Presos em flagrante no momento em que recebiam três cheques de R$ 25 mil cada do marido da ex-prefeita, os vereadores vão responder pelo crime de concussão, e podem ser condenados de dois a oito anos de prisão, perder direitos políticos e ter os mandatos cassados.

Redação Bonde

Passageiro morre após condutor bater em árvore no Norte Pioneiro


Acidente no Norte Pioneiro no início da madrugada desta segunda-feira (16) deixou uma pessoa morta e outra ferida. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o condutor de um Gol de Santo Antônio do Paraíso colidiu contra uma árvore no km 144 da PR-218. 

Baltazar Pereira Dias, 57 anos, teria perdido o controle da direção do veículo e saído da pista. Após a batida, ele sofreu ferimentos graves e foi levado ao Hospital Municipal de São Sebastião da Amoreira. O passageiro Israel Alves Rodrigues, 54 anos, morreu na hora. O corpo dele foi levado ao IML de Londirna.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Indígenas fazem grande protesto em frente ao Aeroporto de Londrina


Cerca de 150 indígenas caingangues e guaranis, representantes de cinco das oito tribos do Norte do Paraná, ocuparam, na tarde de quarta-feira (11), a rua Tenente João Maurício Medeiros, em frente ao Aeroporto Governador José Richa, na zona leste de Londrina. O protesto fez parte da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215. O texto que altera as regras para a demarcação de terras indígenas, de remanescentes de comunidades quilombolas e de reservas florestais, foi aprovado em 27 de outubro, sob fortes críticas de lideranças indígenas. 

Os manifestantes se concentraram na Praça Nishinomiya e, por volta das 15h30, seguiram cantando em direção ao aeroporto. Após rápida passagem pelo saguão principal do terminal, eles se concentraram por meia hora na área coberta em frente ao hall de embarque e desembarque. A manifestação do grupo pegou os passageiros de surpresa. Duas delegações de atletas dos Jogos Escolares da Juventude, dos estados de Minas Gerais e Alagoas, estavam no aeroporto na hora do protesto. 


Anderson Coelho/Equipe Folha
Anderson Coelho/Equipe Folha

Alguns passageiros se assustaram, mas logo perceberam que o ato era pacífico e que os arcos e flechas, machadinhas e zarabatanas seriam usados apenas nas danças. "Desde que seja pacífico, o protesto é válido. Eles têm o direito de reivindicar seus direitos", comentou Carlos Viana, da organização do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A equipe de seguranças da Infraero chegou a fazer intervenções dentro do saguão, orientando os passageiros, mas às 16 horas os indígenas retornaram para a praça em frente ao aeroporto. 



De acordo o assessor jurídico do Conselho Indígena Estadual do Paraná (Coinp), Ivan Bribis, a manifestação é em defesa da terra e aos direitos indígenas, mas também prol da natureza. "Se esta PEC que a bancada ruralista defende for aprovada, haverá um desiquilíbrio ecológico. As maiores áreas de preservação das matas são os territórios indígenas", expõe. A PEC prevê que as demarcações serão de responsabilidade do Congresso Nacional e proíbe ampliação de terras indígenas já demarcadas. No entanto, para que as novas regras entrem em vigor, o documento ainda precisa ser aprovado pela Câmara e do Senado, em dois turnos de votação em cada casa. 
Segundo Bribis, as comunidades de Apucaraninha (Tamarana), Barão de Antonina (São Jerônimo da Serra), Pinhalzinho (Tomazina), Laranjinha (Santa Amélia) e Porto Velho (Abatiá), além de Queimados e Mococa (Ortigueira), somam cerca de 5 mil pessoas. "Alguns deputados da região Sul do País disseram que aqui só tem índio genérico e que todos apoiam a PEC e defendem a agricultura. Viemos desmentir isso. Só aqui na região, somos 5 mil contra a PEC do genocídio dos povos originários", criticou. 

Os indígenas disseram que os protestos devem continuar nos próximos dias, e o movimento deve focar as ações no Fórum Social Mundial, que vai ocorrer em Porto Alegre entre 19 e 23 de janeiro do ano que vem. "Nossa luta já dura 515 anos, não vamos deixar de resistir. Não vamos deixar que alterem as regras de demarcação de nossas terras." 

Um grupo de índios também fechou ontem os dois sentidos da BR-277, em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), em protesto contra a proposta de emenda constitucional 215. A estrada liga Curitiba a Paranaguá e rapidamente um grande congestionamento de veículos se formou. O bloqueio começou às 9h35 e, segundo a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), às 13 horas, havia uma fila de seis quilômetros de veículos na pista sentido Paranaguá. Às 12 horas, a PRF conseguiu convencer o grupo, formado por aproximadamente 60 pessoas, a liberar a pista no sentido Curitiba. A situação só foi normalizada por volta das 14 horas. 

Celso Felizardo - Equipe Folha (Colaborou Adriana De Cunto)

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

TSE aprova calendário 'econômico' para eleições 2016

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou o calendário para as eleições municipais de 2016, o primeiro depois da minirreforma aprovada no Congresso e sancionada pela presidente Dilma Rousseff. As principais mudanças em relação à disputa anterior estão no enxugamento dos prazos, como o período de campanha, que caiu pela metade, de 90 para 45 dias, e no corte de 45 para 35 dias destinados à propaganda no rádio e na TV. 
Para o professor de Ética e Filosofia Política da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Clodomiro Bannwart, o novo calendário eleitoral é negativo para a democracia, ao reduzir o espaço da participação popular no processo eleitoral. "De fato, nós temos um baixo envolvimento do povo na política, mas as eleições funcionam como um elemento pedagógico, atraindo as atenções no período. Com campanha mais curta e mais barata, o benefício ficou apenas para as estruturas partidárias." 
Durante a sessão que confirmou as datas oficiais para 2016, o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, considerou que "a reforma eleitoral promovida neste ano alterou de maneira significativa e profunda o calendário das eleições". 
Bannwart lembrou que, mesmo com o barateamento do pleito, o Congresso ensaia um novo aumento no fundo partidário. O relator do Orçamento, deputado federal Ricardo Barros (PP), propôs quase R$ 900 milhões para o ano que vem. "Ora, se o custo será menor, então, é hora de reduzir o volume de dinheiro público para as legendas." 
O calendário também confirma o dia 2 de abril como o último prazo para filiação partidária dos candidatos e as convenções deverão ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016, ao contrário do prazo antigo, que limitava a escolha dos candidatos de 10 a 30 de junho do ano da eleição. 
Os pedidos de registro de candidatos devem ser apresentados pelos partidos políticos e coligações ao cartório eleitoral até as 19h do dia 15 de agosto de 2016. Pela regra passada, esse prazo terminava às 19h do dia 5 de julho.
Edson Ferreira
Reportagem Local

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Kombi da Prefeitura de São Jerônimo da Serra pega fogo em estrada rural do município.

Uma kombi da Prefeitura Municipal de São Jerônimo da Serra pegou fogo no inicio da tarde desta quarta-feira (11) na estrada que liga o Distrito de Terra Nova a cidade de São Jerônimo da Serra. 

E kombi estava trazendo funcionários da Secretaria Municipal de Saúde para fazer um curso e no meio do caminho o motorista notou um principio de incêndio e rapidamente todos os ocupantes saíram do interior do veiculo e em pouco tempo as chamas tomaram conta do veiculo e nada pode ser feito. 

Apesar do susto só danos materiais, as causas do inicio do incêndio não se sabe ao certo, mas o que importa no momento é que ninguém ficou ferido. 

video

Homem joga bebê de namorada no chão e chuta cabeça; estado é grave


Um homem de 26 anos agrediu brutalmente um bebê de apenas seis meses na noite desta terça-feira (10) em Maringá, no Norte do Paraná. A criança está em estado grave, segundo informou o Hospital Universitário de (HU). 

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito invadiu uma casa localizada na avenida Dona Sophia Rasgulaeff, no Jardim Alvorada, à procura da namorada que mora no local. Os dois haviam discutido no dia anterior. Como não a encontrou, pegou a filha dela, jogou-a no chão e começou a desferir chutes contra a cabeça dela. Ainda não há informações se a criança estava sozinha na residência. 

Um vizinho percebeu que havia algo estranho acontecendo e interveio na agressão. Populares se aglomeraram e começaram a agredir o homem a chutes, pauladas e socos. Ele foi contido e preso pela Polícia Militar por volta das 2 horas da madrugada. 

A criança foi encaminhada pelos moradores ao Hospital da Zona Norte e transferida, posteriormente, ao Hospital Universitário. Segundo a assessoria, ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do setor pediátrico, em estado gravíssimo. Ela respira com a ajuda de aparelhos e está sedada. 

O agressor também foi levado ao hospital devido ao ferimentos causados durante o espancamento. Ainda não há informações atualizadas sobre o estado de saúde dele. Segundo a PM, ele não tinha antecedentes criminais. A Polícia Civil vai abrir inquérito para investigar o caso. 

Samara Rosenberger - Redação Bonde

Justiça determina multa de R$ 5 mil por hora para quem obstruir rodovias no Paraná

A juíza Ana Carolina Morozowski, da 3ª Vara Federal de Curitiba, concedeu, na noite desta terça-feira (10), uma liminar que estabelece multa de R$ 5 mil por hora para cada manifestante que "ocupar, obstruir ou dificultar a passagem" de veículos que transitam pelos cerca de quatro mil quilômetros de rodovias federais que existem no Paraná. 

Tomada em resposta a uma ação de interdito proibitório movida pela Advocacia-Geral da União (AGU), a decisão judicial também autoriza o uso de força policial para garantir o seu cumprimento.

"No caso concreto, os direitos de greve, de manifestação de pensamento e de reunião, da forma como a autora alega que estão sendo exercidos (piquetes e bloqueio de tráfego nas rodovias), devem ceder espaço para o direito à liberdade de locomoção dos usuários da via pública", diz trecho da decisão. 

"Se, por um lado, é certo que a cada pessoa deve ser assegurada possibilidade de reivindicação de direitos (e aí reside a legitimidade dos movimentos sociais), por outro também não se mostra menos certo que, na busca de direitos, aquele que os almeja não pode recorrer, deliberadamente, ao ilícito." 

Em seu despacho, a magistrada observa ainda que os bloqueios em rodovias federais constituem "iminente perigo para usuários da via pública e para os próprios manifestantes". 

Às 22 horas desta terça-feira, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrava apenas uma manifestação de caminhoneiros no Paraná, na cidade de Apucarana (BR 376, quilômetro 245).

Anderson Coelho/Grupo Folha