Pesquisar

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

15 presos fogem da cadeia pública de Cornélio Procópio; Lista de nomes.


Dezenas de policiais militares participam de uma grande operação para tentar prender os 15 foragidos do mini presídio de Cornélio Procópio, que escaparam nesta madrugada de sexta-feira, por volta das 4h. 

Segundo capitão Berleze, do 18º- Batalhão de Polícia Militar, a atribuição da PM é externa.  “Um policial percebeu a movimentação nos corredores (presídio) e conseguiu evitar uma fuga ainda maior”, disse. Os presos serraram as portas de três celas e ganharam as ruas. Não houve confronto.

A guarda do local é de responsabilidade do Departamento Penitenciário do Paraná, ligado a Secretaria de Segurança Pública. Agentes Penitenciários são designados para o serviço. Nenhum representante falou a imprensa sobre o ocorrido. Um inquérito policial deverá ser instaurado pelo delegado chefe da Polícia Civil (11ª- Subdivisão Policial) para apurar o caso.
 
Veja lista de fugitivos:

1.    Bruno Rocha
2.    Arthur Calixto dos Santos Ramos
3.    Claudinei Pereira da Silva
4.    Ricardo de Andrade
5.    Ricardo Fernandes de Lima
6.    Vinícius Jesus Florêncio 
7.    Sidnei Lemes
8.    Deivid Wesley Pereira
9.    Sidnei Cezar Guerino
10.    Diego da Silva
11.    Edson Francisco
12.    Adrival Pereira 
13.    Anderson Ramalho
14.    José Carlos Torturelli
15.    André Henrique Graciano

Qualquer informação, ligue: 190 e informe a Polícia Militar.

Esta é a maior fuga já registrada no local.
Inaugurado no Governo de Roberto Requião, as celas modulares, que seriam intransponíveis e temporárias, acumulam problemas na cidade. Para o presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Cornélio, Assad Amin, “os problemas foram antecipados”.
“Acho que foi falha humana, está entrando muita coisa nas celas. A revista tem que ser mais bem feita e os agentes precisam ser gabaritados, com experiência,” disse. “Como entra um ponteiro de 60 centímetros de duas polegadas, como já foi apreendido em revistas? Como as serras foram parar lá dentro?,” pergunta.
Segundo Assad, no mês passado foram encontrados 30 aparelhos celulares nas dependências do presídio, sem contar os produtos entorpecentes.
Da redação do portal Cornélio Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia