Pesquisar

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Paraná confirma segunda morte por dengue e investiga outra

Já são quase dois mil o número de casos confirmados de dengue no Paraná entre agosto de 2015 e 12 de janeiro de 2016. O último boletim técnico sobre a doença foi divulgado ontem à tarde pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), que confirmou também a segunda morte por dengue no Estado - os dois óbitos aconteceram em Paranaguá (litoral). Uma terceira suspeita de morte por dengue, ocorrida anteontem, em Foz do Iguaçu, está sendo investigada. A chefe do Centro de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte, disse que o Estado pode repetir ou até superar a epidemia ocorrida em 2012/2013, quando confirmou 44 mil casos de dengue e as suspeitas alcançaram 102 mil. Isso porque a curva crescente de casos, que normalmente acontece em janeiro, foi antecipada para novembro. Ivana acredita que as chuvas que ocorreram de forma frequente no fim do ano passado tenham contribuído para a proliferação do mosquito transmissor, o Aedes aegypti, influenciando para o aumento de casos ainda durante a primavera. 
A divulgação de ontem mostrou que o número de confirmações de dengue subiu de 1.726 para 1.956. Dos 399 municípios do Estado, 304 já apresentam notificações - até a semana passada eram 297. Também aumentou de cinco para sete o número de municípios com epidemia de dengue. O novo boletim incluiu as cidades de Mamboré e Cambará, que se juntam a Itambaracá, Guaraci, Munhoz de Mello, Paranaguá e Santa Isabel do Ivaí. A situação de epidemia é verificada considerando o número de casos e o de habitantes na região em questão. Os municípios com maior quantidade de casos confirmados, independente do critério populacional, são Paranaguá, com 561, seguido de Londrina e Foz do Iguaçu, com 290 casos. 
O secretário da Saúde em exercício, Sezifredo Paz, explicou que o Estado está trabalhando em conjunto com as prefeituras para evitar que esses números não fiquem ainda maiores. "Queremos conscientizar toda a população sobre o perigo da dengue e a importância de evitar a proliferação do Aedes aegypti", disse. 
Ivana alerta para que as pessoas dobrem os cuidados por conta da chuvarada que atingiu todo o Estado nos últimos dias. Ela lembra que o mau tempo dificulta o trabalho de campo das equipes da Vigilância Sanitária e, por outro lado, facilita muito para o mosquito, que encontra condições ideais para se reproduzir. Agora, com o agravante da tríplice ameaça que o Aedes aegypti representa com a transmissão também do zika vírus e da febre chikungunya. 

MORTES
As duas mortes por dengue confirmadas no Paraná chamam a atenção para o município de Paranaguá, principalmente porque ele recebe muitos turistas nesta época do ano. A primeira vítima fatal foi uma professora de 25 anos, que faleceu na semana passada. Um taxista da cidade, C. O., de 71 anos, foi a segunda pessoa a morrer por complicações da dengue. Segundo a Sesa, ele manifestou os primeiros sintomas no dia 6 de janeiro, procurou a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas, onde foi medicado e liberado após o seu quadro ficar estabilizado. Na noite do dia 7, o taxista piorou e foi internado no Hospital Paranaguá, mas não resistiu e morreu na manhã da última sexta-feira. Segundo a Sesa, a evolução rápida no quadro de dengue ocorreu devido a problemas de cardiopatia apresentado por C. O. - o paciente tinha passado por um procedimento cirúrgico de angioplastia em dezembro. 
Ainda segundo a Sesa, o caso do taxista serve como alerta para que idosos ou pessoas com doenças crônicas, que apresentem sintomas de dengue, procurem atendimento de saúde o mais breve possível. Essas características fazem com que as chances de evolução para um quadro grave sejam maiores do que em outras pessoas. 
A epidemia de dengue levou a Prefeitura de Paranaguá a adiar as comemorações do Carnaval deste ano. A proposta do prefeito Edison Kersten, aceita pela Fundação Municipal de Turismo (Fumtur) e Associação das Escolas de Samba de Paranaguá (Aesp), foi de transferir o desfile e outras atividades para julho, próximo ao aniversário da cidade, comemorado no dia 29.
Adriana De Cunto
Reportagem Local FolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia