Pesquisar

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Ex-prefeito gastou R$ 2 milhões em contratos com posto de combustíveis de parentes


A contratação do posto de combustíveis do irmão e da cunhada para atender o Município rendeu uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Nova Santa Rosa (Oeste) Norberto Pinz (gestões 2004-2008 e 2008-2012). A ação foi apresentada pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Marechal Cândido Rondon, que detém atribuições na área de Proteção ao Patrimônio Público. 

Além do então gestor municipal, são requeridos na ação o posto beneficiado, seus dois proprietários e uma servidora integrante da comissão de licitação que teria favorecido a empresa (coincidentemente, também irmã do ex-prefeito). 


Theo Marques/Grupo Folha
Theo Marques/Grupo Folha


O Ministério Público do Paraná apurou que o posto teria recebido R$ 2.136.594,50 entre 2005 a 2013, época em que ficou responsável pelo fornecimento de combustível à prefeitura de Nova Santa Rosa. O MP-PR destaca que nesse período a empresa dos parentes do então prefeito foi vencedora de 21 licitações. 

Além da condenação de todos por ato de improbidade – o que pode levar a sanções como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, proibição de contratar com o poder público, devolução dos valores recebidos indevidamente e multa –, a Promotoria de Justiça requer que seja declarada a nulidade de todos os contratos firmados entre o Município de Nova Santa Rosa e o posto.

Redação Bonde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia