Pesquisar

quarta-feira, 30 de março de 2016

Um em cada dez municípios do Paraná enfrenta epidemia de dengue

Quarenta cidades do Paraná enfrentam epidemia de dengue, segundo revelou o último boletim epidemiológico divulgado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Os municípios de Ampére, Corbélia, Marialva e São Jorge do Ivaí passaram a fazer parte da lista extensa de cidades que apresentam a proporção de 300 ou mais casos confirmados da doença para cada 100 mil habitantes. Ao todo, já são 18.541 casos confirmados de dengue no Paraná. Também foram confirmados 200 casos de zika (sendo 16 em gestantes) e 41 de chikungunya. 
A coordenadora do Programa Estadual de Combate à Dengue na Sesa, Themis Buchmann, explicou que 299 municípios do Paraná estão infestados pelo mosquito Aedes aegypti há pelo menos 12 meses consecutivos. O Estado possui 399 municípios. "O trabalho tem que ser intensificado todos os dias, independentemente dos números. As nossas 22 Regionais de Saúde apresentam casos notificados. Temos pacientes que transitam, temos casos autóctones (transmitidos na própria cidade) e os cuidados básicos devem ser feitos por todos os envolvidos", destacou. Ela lembrou que o governo do Estado enfrenta constantes atrasos no repasse de inseticidas que deveriam ser enviados pelo Ministério da Saúde. 
O governo do Paraná tenta agora liberação para compra de vacinas contra a dengue. O secretário de Saúde, Michele Caputo Neto, deve se reunir hoje em Brasília com o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa. A intenção é adquirir as doses aprovadas pela Anvisa em dezembro do ano passado para dar início à imunização. 
Das 31 mortes causadas por dengue no Estado, 19 delas ocorreram na cidade de Paranaguá (Litoral). As demais foram registradas nas cidades de Foz do Iguaçu, Curitiba, Maringá, Antonina e Santa Terezinha de Itaipu. Conforme a Sesa, 70 % das vítimas já apresentavam outras doenças crônicas antes da infecção pelo vírus da dengue. Mais de R$ 8,8 milhões foram investidos em Paranaguá para conter o avanço da epidemia. Os recursos foram utilizados em ações de limpeza, contratação de profissionais de saúde e compra de medicamentos e de equipamentos. Paranaguá lidera o número de confirmações de dengue com 4.835 casos registrados, seguido de Foz do Iguaçu com 2.754 casos e Londrina, que acumula 1.837 confirmações. 
O boletim atualizado pela Sesa foi divulgado no início da noite de ontem. A reportagem não conseguiu contato com a assessoria do Ministério da Saúde para questionar sobre os atrasos no repasse do inseticida utilizado no combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. 

Viviani Costa
Reportagem Local FolhaWeb

domingo, 27 de março de 2016

COMO PREPARAR UMA COSTELA NO ESPETO:



















 Ingredientes

1 costela de 5 a 8 kg
Sal grosso

Modo de preparo:

Corte as ripas em pedaços não muito grandes.
Polvilhe com um pouco de sal grosso.
Coloque no espeto, todas com o osso no mesmo sentido.

Asse na altura média da churrasqueira, com a parte da osso voltada para baixo, em braseiro médio.
Quando a carne começar a se soltar do osso, vire o espeto.
Mantenha o braseiro com calor médio.
Continue assando por mais 3 horas, sempre em braseiro médio.

Dica!

Costuma calcular 600 g de carne por pessoa, por causa do osso.

Santa Mariana recebe doações após tempestade

Colchões, lonas, telhas, alimentos e roupas chegam a todo momento na sede da Secretaria de Assistência Social da cidade de Santa Mariana, no Norte Pioneiro do Estado. Dias após a tempestade de granizo que devastou o município, a população conta com a solidariedade de voluntários para recomeçar a vida no feriado da Páscoa. "Recebemos uns 200 colchões, mas precisamos de muito mais. Pelo menos 700 casas foram danificadas", informou a secretária, Maria Alice Guimarães. "Precisamos de alimentos, de cobertores e de água para beber", ressaltou. Cerca de 50 pessoas que estão desabrigadas permanecem no Ginásio de Esportes Antônio da Silva Machado. 
O prefeito de Santa Mariana, Jorge Rodrigues Neves, destacou que "ainda é difícil mensurar os estragos". "Três agências bancárias e uma lotérica foram danificadas, o hospital está fechado e as escolas vão ficar sem aulas até que a gente consiga consertar os telhados e repor os vidros quebrados", contou. O decreto de Situação de Emergência deve ser oficializado nesta segunda-feira. 
Segundo o prefeito, o fornecimento de energia elétrica já foi restabelecido e o abastecimento de água é retomado aos poucos. "Vamos precisar de 28 mil telhas. Estamos calculando uma média de 40 telhas por casa. A Defesa Civil de Londrina deve doar 3.300 telhas que estavam no estoque. Isso vai nos ajudar muito", afirmou. Quem também quiser contribuir pode levar a doação até a sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, na Vila Santa Rita, em Santa Mariana. Voluntários têm ajudado no transporte dos itens arrecadados nas cidades vizinhas. Mais informações no telefone da secretaria de Santa Mariana (43) 3531-2232. As equipes atenderão normalmente durante o feriado.
Viviani Costa
Reportagem Local

sexta-feira, 25 de março de 2016

DEVASTAÇÃO - Prefeito de Santa Mariana decretará estado de emergência

O prefeito de Santa Mariana, Jorge Rodrigues Neves, disse que pretende decretar estado de emergência nos próximos dias. Ontem, a prioridade era percorrer o município, avaliando os estragos e vendo quais eram as necessidades emergenciais da população. 
Segundo o prefeito, por pouco não aconteceu uma tragédia na tarde de quarta-feira. "Havia crianças nas escolas e centros municipais de educação infantil atingidos pelos granizos. Os telhados desses locais ficaram destruídos", aponta. 
"Os pacientes do hospital local foram encaminhados para Bandeirantes, assim como todos os presos da delegacia do município", acrescenta. Até o fechamento da reportagem, a Defesa Civil havia inspecionado 30% das casas e constatou que 300 delas estavam sem condições de moradia. 
O chefe do escritório regional da Secretarial Estadual de Trabalho e Desenvolvimento Social, André Luiz Lievore, percorreu ontem todo o trecho para elaborar um relatório para a secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa. "Mais da metade da população de Santa Mariana está com problemas", destacou. Santa Mariana possui 13 mil habitantes. 
O chefe do Núcleo Regional da Secretaria de Estado da Agricultura, Ubirajara Nicolau Fraiz, ressaltou que o prejuízo não ficou restrito à área urbana. "Os cafezais e milharais da região foram todos atingidos. Os pés de café já estavam com frutos e foram muito danificados. Os milharais também ficaram tombados pela chuva e pelo vento", apontou. 

FILA
Na prefeitura, uma fila se formou para receber as lonas. Servidores de diversos setores ajudaram a coletar os nomes das pessoas que receberam o material. Uma das pessoas que procurou o material foi a doméstica Maria Laurinda Pereira, de 60 anos. Ela, que já enfrentava dificuldades em função da crise econômica, agora precisa enfrentar o revés de perder tudo o que possuía. Ela estava vestindo uma bermuda cedida pelo marido, já que a chuva carregou todas as suas roupas. "Perdi tudo. Televisão, geladeira, móveis. Não sei o que vou fazer da minha vida." 
Outra pessoa que estava em busca de lonas era a funcionária de uma lanchonete, Iracema Camargo, de 42. Ela relata que teve de se abrigar no guarda-roupa do quarto para não ser atingida pelos granizos. "Foi uma sensação horrível. Parecia que o mundo ia acabar; nunca fiquei com tanto medo na minha vida", declarou. Os dez metros de lona que conseguiu na prefeitura são insuficientes para cobrir a sua casa, lamentou. 
A empresária Keila Marcini, 43, também foi à prefeitura em busca de lonas. Ela teve a casa, o restaurante e uma loja destruídas pelo temporal de granizos. "Os vidros do restaurante foram todos destruídos. O gelo atingiu mais de 40 centímetros de altura." 
"Além das lonas fornecidas pelos bombeiros de Bandeirantes, a Defesa Civil de Londrina cedeu 3,1 mil telhas para a cidade", relata o prefeito. 

ÁRVORES CAÍDAS
Em Cornélio Procópio a chuva também causou estragos. Em várias ruas foi possível ver árvores caídas. Boa parte delas atingiu o Jardim Progresso e Centro. Em dois postos de combustíveis, o vento foi tão forte que destruiu a cobertura. A proprietária do Posto 15, Zuleika Soares Fogari, relata que estava no escritório quando tudo aconteceu. "Segundo os meus funcionários, foi um vento muito forte, semelhante a um redemoinho. Quando saí do escritório, já estava tudo destruído", destaca. A destruição a obrigou a suspender o atendimento. "A seguradora terá de vir aqui para avaliar os prejuízos", declara.
Vítor Ogawa
Reportagem Local FolhaWeb

quarta-feira, 23 de março de 2016

PSDB e oposição divergem sobre impeachment de Beto

O clima de instabilidade instaurado em Brasília, após a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), ecoa também na Assembleia Legislativa (AL) do Paraná. Parlamentares de oposição ao governador Beto Richa (PSDB), como o líder da bancada, Requião Filho (PMDB), cobram coerência da cúpula do PSDB local, que em julho de 2015 rejeitou pleito semelhante ao feito na Câmara, baseado nas chamadas "pedaladas fiscais". Segundo o peemedebista, a gestão tucana adotou as mesmas manobras praticadas pelos petistas. As críticas levaram o presidente da AL e do PSDB paranaense, Ademar Traiano (PSDB), a fazer um discurso inflamado ontem na tribuna da Casa. 
"No caso aqui do Estado, a arguição do deputado Requião foi de que o ajuste fiscal tinha algo a ver com a natureza do próprio procedimento feito pela presidente Dilma. São coisas totalmente distintas, porque lá tudo ocorreu à margem da lei. O nosso ajuste fiscal teve o amparo legal por uma decisão e votação da Assembleia", disse. Ele se referia à aprovação da lei 18.468/2015 pela AL. Por meio dela, Beto adequou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ao rombo nas contas estaduais de 2014, evitando assim a reprovação do Tribunal de Contas (TC) e uma eventual condenação por crime de responsabilidade. Traiano lembrou que o parecer do TC foi favorável. Quanto às ressalvas apontadas pelo Tribunal, ele argumentou "que não responsabilizam e não incriminam o governante". 
O Executivo revisou o deficit de quase R$ 1 bilhão para um rombo de cerca de R$ 180 milhões. Além disso, reduziu em R$ 3,5 bilhões a meta do resultado primário – receitas menos despesas –, que passou a prever deficit em vez de superavit. Requião Filho citou em seu pedido de impeachment que a "maquiagem" aconteceu após o ano fiscal. Na peça, ele também responsabilizou o governador pelo massacre contra os professores ocorrido no dia 29 de abril, durante a votação da reforma na ParanaPrevidência, mencionou a falta de pagamento de precatórios, "nomeações suspeitas e apropriação indevida dos fundos previdenciários dos servidores". "A lei é posterior às pedaladas. Então, gato que nasce no forno não é biscoito. Crime fiscal é crime fiscal. E se é crime fiscal aqui no Paraná, é crime fiscal em Brasília. Se não é aqui no Paraná, não é em Brasília", afirmou. 
"O que o senhor imputa como conduta criminosa está na verdade se demonstrando a salvaguarda da saúde financeira do Estado", rebateu o tucano. "Há uma diferença entre a crise do Estado e a nacional. Lá nós temos uma crise de falta de credibilidade, sem precedente no campo político, e uma crise de falta total de segurança jurídica no País, além da falta de confiança e as próprias instituições colocando em cheque o governo da presidente Dilma", prosseguiu. O chefe do Legislativo falou ainda que não aceitou o pleito de Requião Filho devido à "ausência de indícios de elementos comprobatórios". "A denúncia tinha imputação meramente opinativa do deputado. Não havia elementos de prova."
Mariana Franco Ramos
Reportagem Local FolhaWeb

TEORI TIRA CASO LULA DE MORO E COBRA EXPLICAÇÕES

Pedro França/STF: CCJ – Teori Zavascki - A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sabatina o magistrado Teori Zavascki, indicado pela Presidência da República para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).


Foto:
Magistrado Teori Zavascki, inO ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, determinou na noite desta terça-feira (22) que o juiz federal Sérgio Moro envie para o STF as investigações da Operação Lava Jato que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a decisão, as investigações sobre Lula saem da alçada de Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.
A determinação de Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo, não derruba decisão do ministro Gilmar Mendes, da última sexta-feira (18), que suspendeu a nomeação de Lula do cargo de ministro da Casa Civil. Mas inviabiliza outra determinação de Gilmar Mendes que, na mesma decisão, havia determinado que as investigações sobre Lula ficariam com Moro.
Na decisão, o ministro Teori Zavascki atende a um pedido do governo, que apontou irregularidade na divulgação de conversas telefônicas entre Lula e a presidente Dilma Rousseff.
No mesmo despacho, Zavascki decretou novamente o sigilo sobre as interceptações. No prazo de dez dias, Moro deverá prestar informações ao STF sobre a retirada do segredo de Justiça das investigações.

terça-feira, 22 de março de 2016

CÂMARA DE VEREADORES APROVA PISO SALARIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SÃO JERÔNIMO DA SERRA.

A Câmara Municipal de Vereadores de São Jerônimo da Serra, aprovou nesta terça feira (22), a Lei enviada pelo Prefeito João Ricardo de Mello que eleva os pisos salariais do funcionalismo municipal e reajusta os salários de todos os servidores efetivos municipal.

Os índices, foram calculados de acordo com à inflação estimada pelo período, e refletem a política de valorização do vencimento básico adotado, com o objetivo de oferecer aos servidores melhores condições de desenvolvimento e planejamento na carreira. Pela Lei aprovada nesta terça, os salários de todos os servidores serão reajustados a partir de abril. 


segunda-feira, 21 de março de 2016

Elemento é preso em flagrante por Violência Doméstica em São Jerônimo da Serra.

Na data de 20/03/2016, por volta da 01:00 hora, a vítima V. S. M, de 24 anos, foi agredida por seu amásio de nome Roberto Júnior da Silva, vulgo “Magazane”. Diante das agressões, os policiais militares foram solicitados via 190, e compareceram ao local, tendo efetuado a prisão em flagrante do agressor. Que além da amásia, o suspeito ainda teria agredido fisicamente o tia da vítima com uma barra de cano de alumínio. O suspeito foi conduzido até a 33ª Delegacia Regional de Polícia de São Jerônimo da Serra, local onde permanece preso, à disposição da Justiça.

sábado, 19 de março de 2016

Receita de Coxão duro de panela

Foto: Shutterstock
Ingredientes
  • 1kg de coxão duro
  • 4 dentes de alho picados
  • 1/2 xícara (chá) de vinagre
  • Salsa, sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 cenoura cortada em 4 tiras
  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 2 1/2 xícaras (chá) de água fervente
  • 1 cubo de caldo de carne
  • 1 cebola picada
  • 2 tomates sem sementes picados
  • Salsa picada para polvilhar
Modo de preparo
  • Faça 4 furos na carne no sentido do comprimento.
  • Tempere com o alho, o vinagre, sal, pimenta e deixe descansar por 1 hora.
  • Em cada furo da carne, coloque 1 pedaço de cenoura e um pouco de salsa.
  • Aqueça uma panela de pressão com 1 xícara de chá do óleo e frite a carne até dourar.
  • Adicione a água, o caldo de carne e cozinhe por 45 minutos após começar a chiar.
  • Retire a pressão, abra a panela, retire a carne, coloque em uma travessa e reserve.
  • Em uma panela, frite a cebola e os tomates no óleo restante por 5 minutos.
  • Junte um pouco do caldo do cozimento da carne e, se necessário, adicione sal.
  • Cozinhe até levantar fervura e secar um pouco.
  • Regue a carne com esse molho e polvilhe com salsa picada.
  • Sirva em seguida.
Rendimento:4 porções

Senador Requião e Deputado Requião Filho visitam municípios de São Jerônimo da Serra e Nova Santa Barbara

Na ultima sexta feira (18) o Senador Roberto Requião juntamente com o Deputado Estadual Requião Filho estiveram visitando municípios da região, onde manhã esteve em Nova Santa Barbara fazendo a entrega de um para coleta de lixo juntamente com o prefeito (Garrafa) e seu vice (Neguinho) vereadores e lideranças da cidade.


Depois da solenidade em Nova Santa Barbara o Senador Requião e o Deputado Estadual Requião Filho participaram de um almoço em São Jerônimo da Serra com companheiros de partido entre os presentes estavam o ex vice prefeito de São Jerônimo da Serra João Luiz Perusso, o Presidente da Câmara de Vereadores Marcelo Scerbo e também o Drº Paulo Roberto Moreira que segundo informações é um dos pré-candidatos a prefeito de São Jerônimo da Serra.

sexta-feira, 18 de março de 2016

SENADOR ROBERTO REQUIÃO FAZ ENTREGA DE UM CAMINHÃO COLETOR DE LIXO PARA NOVA SANTA BÁRBARA NESTA SEXTA,18



















Senador Roberto Requião e Deputado Estadual Requião Filho, estiveram nesta manhã de sexta-feira,18, cumprindo agenda política, na cidade de Nova Santa Bárbara e na oportunidade, aconteceu a entrega do Caminhão
para coleta de lixo através de emenda parlamentar do Senador Requião,
e veículos adquiridos pela administração. Estiveram presentes na oportunidade, o Prefeito Garrafa, Vice Neguinho, Vereadores, Ex Prefeito Júlio Bittencourt, lideranças políticas, autoridades e comunidade em geral.

(com informações Blog do Chaguinhas)

Juiz que suspendeu posse de Lula tira sua página do Facebook

O Juiz Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara do Distrito Federal, que concedeu liminar nesta quinta-feira (17) suspendendo a posse do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil, retirou do ar nesta manhã sua página no Facebook e criou uma nova.Na rede social, o juiz publica vários posts com participações em passeatas contra Dilma e em defesa do impeachment.
Na rede social, o juiz publica vários posts com participações em passeatas contra Dilma e em defesa do impeachment.
Foto: Facebook/Reprodução
Na rede social, o juiz publica vários posts com participações em passeatas contra Dilma e em defesa do impeachment. Catta Preta também compartilhava conteúdo do movimento Vem Pra Rua, que defende a saída de Dilma, e aparece e fotos participando de manifestações contra o governo. Ele também manifesta seu voto no senador Aécio Neves.
JB OnlineJB Online 

Manifestantes defendem Dilma em Curitiba e em outras capitais


Manifestações em todo o país com o objetivo de defender o mandato da presidente Dilma Rousseff, em relação à abertura do processo de impeachment, começaram no fim da tarde desta sexta-feira (18). A partir das 17h, manifestantes começaram a se reunir para o protesto marcado às 18h. 

Em Curitiba, a manifestação composta por membros de centrais sindicais, estudantes e movimentos sociais ocorre na Praça Santos Andrade, na região central da cidade, com organização da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PR). 

De acordo com os organizadores, até as 19h30, havia cerca de dez mil pessoas. No entanto, a Polícia Militar (PM) ainda não divulgou uma estimativa oficial. 


Mariana Franco Ramos/Grupo Folha
Mariana Franco Ramos/Grupo Folha



Para o presidente da APP-Sindicato, o professor Hermes Leão, é importante que a classe trabalhadora entenda que a democracia precisa ser aperfeiçoada, e não sofrer retrocessos. "Que todas as denúncias sejam apuradas, mas no âmbito do Estado Democrático de Direito", afirmou. 

"Inegavelmente as políticas públicas para a população LGBT (de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) começam a ser criadas e efetivadas no primeiro mandato do Lula. Essa tentativa de golpe não é só um ataque a ele e à Dilma. É um ataque a todos os movimentos da sociedade que vieram a dar visibilidade a essa população", disse o coordenador da organização Dom da Terra Afro LGBT. 

Pouco antes das 19h30, os manifestantes cantaram o hino nacional. E, em cima do caminhão de som, o deputado estadual Tadeu Veneri (PT) também disse que essa não é uma caminhada pela Dilma, pelo Lula ou pelo PT, muito menos contrária às pessoas que estiveram nas ruas no domingo. "É muito mais uma reafirmação de que precisamos respeitar a Constituição Federal e os direitos individuais". 

Deputados federais Enio Verri e Zeca Dirceu, senadora Gleisi Hoffmann e deputados estaduais Tadeu Veneri e Péricles de Mello também participam do ato. 

Segundo informações apuradas pela reportagem, por volta das 20h30, a passeata passou por um prédio, no qual pessoas xingaram da janela. Em seguida, manifestantes gritaram: "olha que piada, bate panela, mas quem lava é a empregada" e "1, 2, 3, Moro no xadrez". No entanto, não houve confronto no local. 

Neste momento, a Polícia Militar (PM) estimou a quantidade de cinco mil pessoas. Os organizadores do protesto falam em 18 mil. 

São Paulo 

Em São Paulo, de acordo com informações divulgadas pela Agência Brasil, às 17h30, os participantes, predominantemente vestidos de blusas vermelhas, ocupavam desde a Rua da Consolação até a Avenida Brigadeiro Luís Antônio, em um total de 11 quarteirões. 

Várias lideranças discursam, do alto de carros de som, ao lado do Museu de Arte de São Paulo (Masp). A palavra de ordem mais gritada na manifestação, convocada pela Frente Brasil Popular, é "não vai ter golpe", repetida por locutores que falam ao microfone nos intervalos do show do cantor Chico César, que anima os presentes. A organização confirmou a presença do ministro da Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva no final do ato, por volta das 19h30. 

Brasília 

Em Brasília, no Museu da República, no início da Esplanada dos Ministérios, o ato é organizado pela Frente Brasil Popular, e os manifestantes levam cartazes com frases de apoio à Dilma e ao ex-presidente – e agora ministro da Casa Civil – Luiz Inácio Lula da Silva e contra o que chamam de "golpe". 

A estimativa da Polícia Militar, às 17h15, era 500 pessoas. Às 17h50, no entanto, um grande grupo de militantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra chegou ao museu.

Rio de Janeiro 

Manifestação organizada pela Frente Brasil Popular e movimentos sociais e entidades, como a CUT e a UNE, reúne neste momento manifestantes na Praça XV, no centro do Rio, que carregam faixas e bandeiras com mensagens de diversos setores da sociedade. 

Muitas defendem a permanência da presidenta Dilma Rousseff e apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Ministro Lula estamos com você". Outras pedem ainda a saída da presidência da Câmara, o deputado Eduardo Cunha. # Fora Cunha # Fica Dilma. 

Salvador 

Terminou por volta das 19h30 a "passeata pela democracia" em Salvador. O ato começou no início da tarde de hoje (18), no Campo Grande, área central da cidade, e seguiu até a Praça Castro Alves. 

Segundo a Polícia Militar, que acompanhou o movimento, cerca de 70 mil pessoas participaram da manifestação contrária ao impeachment e ao juiz Sérgio Moro e "a favor da democracia". 

Fortaleza 

Organizada pela Frente Brasil Popular, a manifestação contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff começou à tarde e percorreu as ruas do centro da capital cearense até chegar à Praça do Ferreira no começo da noite desta sexta-feira (18). Conhecida como o "coração da cidade" e por outros como a "cara da cidade", a praça também fica na área central de Fortaleza. 

O ato reuniu representantes dos diversos grupos que fazem parte da frente, como sindicatos e entidades da sociedade civil, mas atraiu também profissionais de outros setores, como jornalistas e advogados e cidadãos sem vínculos com entidades. (Com informações da repórter Mariana Franco Ramos do Grupo Folha e da Agência Brasil). 

Matéria atualizada às 20h44. 

Redação Bonde


Londrina consegue efeito suspensivo no caso Germano


O Londrina conseguiu um efeito suspensivo nesta quinta-feira no STJD da CBF no caso Germano e com isso a Federação Paranaense de Futebol terá que esperar o julgamento final no Rio de Janeiro para homologar a segunda fase do Estadual. 

Após perder nas duas instâncias no TJD-PR, o alviceleste recorreu ao STJD e conseguiu o efeito suspensivo. A liminar determina que a definição da segunda fase do Paranaense tem que esperar a decisão do Pleno do STJD. 

O julgamento no Rio de Janeiro será no dia 31 de março, quatro dias após o encerramento da primeira fase do Paranaense.

Com informações do Bonde 

PMDB poderá indicar o vice de Edimar Santos em Santa Cecília do Pavão

O PMDB deve indicar o nome do candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo empresário Edimar Aparecido Pereira dos Santos (PTB), que pretende concorrer a prefeito de Santa Cecília do Pavão, na eleição de 2 de outubro de 2016.

Entre os peemedebistas, há seis nomes que podem ocupar a vaga de vice-prefeito, entre os quais, o atual presidente do partido, Isaias da Luz, o vereador José Almeida dos Santos, o Dega, o ex-vereador e dentista Hélio Fernandes, o médico Augusto Fujimura, o presidente da Câmara Municipal, Joselito da Luz, e ainda Paulo Lemes Goncalves (que saiu do PSDB).

Para que o diretório municipal do PMDB de Santa Cecília do Pavão estivesse com aquele grupo político, houve ainda a necessidade de uma batalha nos tribunais. É que grupo ligado ao senador Roberto Requião havia inclusive anulado a Convenção Municipal do PMDB, que havia escolhido como presidente o ex-vereador Izaias da Luz. No entanto, tal decisão foi revertida na Justiça.

FONTE: REVELIA

quarta-feira, 16 de março de 2016

Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito réus no Paraná


O Juízo da Vara Cível da Comarca, atendendo pedido da Promotoria de Justiça de Formosa do Oeste (região Oeste do estado), determinou nesta terça-feira (15), a indisponibilidade dos bens dos nove réus em ação civil pública ajuizada por fraude em licitação ocorrida em 2003. 

Entre os réus, estão o então prefeito, membros da Comissão de Licitações, a diretora do Departamento de Finanças e Administração, o chefe de gabinete (todos ocupantes dos cargos na época dos fatos) e uma empresa contratada pela prefeitura em consequência da licitação. 

Foi apontado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) que houve simulação na realização do procedimento licitatório para aquisição e instalação de aparelhos de ar-condicionado. 

De acordo com a ação, os serviços não foram prestados, no entanto, foram pagos. A indisponibilidade de bens, decretada liminarmente, atinge o valor de R$ 936 mil, considerando-se o dando ao erário, de R$ 312 mil em valores corrigidos e mais a multa civil aplicável de duas vezes esses valor.

Redação Bonde com MP-PR

Aécio também deve ser investigado na Lava Jato

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) deve passar a ser investigado formalmente na Operação Lava Jato depois de ter sido acusado de receber propina na delação premiada do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS). O caso será analisado pelos procuradores do grupo de trabalho da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República. Entretanto, na avaliação preliminar de investigadores ouvidos pela reportagem, deve ser pedida abertura de inquérito contra o tucano, que é presidente nacional do PSDB. 
O fato considerado mais grave pelos procuradores é a acusação de que Aécio atuou para "maquiar" dados do banco Rural a serem enviados à CPI dos Correios, que investigou o mensalão. 
Segundo Delcídio, Aécio atrasou o envio desses dados para fazer a operação. 
"A maquiagem consistiria em apagar dados bancários comprometedores que envolviam Aécio Neves, Clésio Andrade, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Marcos Valério e companhia", disse. 
Ele contou que o então secretário-geral do PSDB, Eduardo Paes, hoje prefeito do Rio de Janeiro, foi enviado por Aécio para pedir a Delcídio, então presidente da CPI, aumento no prazo para o envio das quebras de sigilos bancários. 
"Ficou sabendo que os dados eram maquiados porque isso lhe fora relatado por Eduardo Paes e o próprio Aécio Neves", disse Delcídio. 

Em outro termo de sua delação, o senador Delcídio afirmou que Aécio recebeu propina de Furnas, empresa de economia mista subsidiária da Eletrobras. 
A declaração de Delcídio repetiu depoimento prestado pelo doleiro Alberto Youssef, que também afirmou que Aécio recebia propina de Furnas, mas não houve abertura de inquérito para investigar o caso. 
"Questionado quem teria recebido valores de Furnas, o depoente disse que não sabe precisar, mas sabe que Dimas [Toledo, ex-presidente de Furnas] operacionalizava pagamentos e um dos beneficiários dos valores ilícitos sem dúvida foi Aécio Neves." Segundo ele, o ex-líder do PP na Câmara José Janene, morto em 2010, também recebia dinheiro de Furnas. 

Em nota, Aécio afirmou que as citações feitas pelo ex-líder do governo no Senado ao seu nome são "todas elas falsas". Segundo o tucano, as menções são "mentiras" que não se sustentam na realidade e se referem apenas a "ouvi dizer" de terceiros.
Beatriz Bulla
Agência Estado

De acordo com o deputado José Guimarães (PT-CE), ex-presidente substituirá Jaques Wagner no cargo ministerial

O ex-presidente Lula acena para simpatizantes da sacada de seu apartamento, no domingoInvestigado por envolvimento ilícito com empreiteiras condenadas na Operação Lava Jato, Luiz Inácio Lula da Silva aceitou o convite de Dilma Rousseff para integrar seu governo após reunião realizada na manhã desta quarta-feira (16), no Palácio da Alvorada.
Inicialmente cotado para substituir Ricardo Berzoini na Secretaria de Governo da Presidência, o ex-presidente assumirá o cargo de ministro-chefe da Casa Civil, até então ocupado por Jaques Wagner, confirmou o deputado federal José Guimarães, líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara. A informação ainda não foi anunciada oficialmente. 
Com o novo cargo, o maior símbolo da história do petista passa a contar com foro privilegiado na Justiça, o que impede que ele seja julgado por qualquer instância judicial que não seja o Supremo Tribunal Federal. Assim, não cabe mais ao juiz federal Sérgio Moro, o mesmo que autorizou a obrigatoriedade de seu depoimento e o maior símbolo da Operação Lava Jato, o julgamento dos supostos crimes dos quais é acusado. 
A decisão vem menos de duas semanas após Lula ter se visto no centro das investigações da força-tarefa que investiga esquema de propina instalado dentro da Petrobras, que culminaram com uma condução coercitiva – quando o suspeito é forçado a prestar depoimento – contra o ex-presidente à Polícia Federal. 
(Com informações http://ultimosegundo.ig.com.br)

terça-feira, 15 de março de 2016

CURIOSIDADES: Por que razão o teclado não está por ordem alfabética?

É provável que já consiga escrever sem olhar para o teclado, mas também é provável que em algum momento se questionou sobre a razão das teclas não estarem por ordem alfabética.

Porque o teclado não está ordenado alfabeticamente?

Na verdade, a disposição não é aleatória e a razão é simples e segue uma lógica: a disposição das teclas obedece ao padrão da máquina de escrever, concebida pelo americano Christopher Scholes, em 1868, e criador do teclado QWERTY. Este nome foi adotado devido à disposição das primeiras seis teclas. Scholes estudou as combinações de letras mais utilizadas na língua inglesa e considerou que a melhor opção era distanciar as teclas mais utilizadas, umas das outras, de forma a evitar que hastes da máquina de escrever, ao subirem, com pouco tempo de intervalo umas das outras, ficassem presas. Assim sendo, concluiu que seria muito mais prático e rápido se agrupasse as letras, tendo por base o critério de maior utilização na Língua Inglesa.
Desde então, este padrão espalhou-se por todo o mundo, sendo hoje adoptado pela grande maioria dos teclados de computadores.

Como tudo começou…

Apesar de as teclas não estarem dispostas por ordem alfabética, a verdade é que houve uma tentativa por parte do criador em ordena-las desse modo. No entanto, essa disposição criava alguns problemas à digitação. Tendo em conta que muitas das palavras inglesas têm muitos “th” e “st”, o que obrigava à sua frequente digitação, logo estas letras estando juntas fazia com que dificultasse a escrita. Por essa razão, houve necessidade de colocar estas teclas em locais mais distantes para evitar a colisão.
Este afastamento, para além de ter ajudado a tornar a digitação mais rápida, permitiu também que houvesse um maior incentivo para os textos passarem a ser escritos a duas mãos. 

Controvérsias

Depois de muitos anos de estudo, o americano August Dvorak criou um novo teclado, que prometida uma escrita mais rápida e eficiente para língua inglesa. O criador garantia que era possível digitar 3.000 palavras na linha principal contra 50 do teclado QWERTY. Para provar esta descoberta, chegou a realizar competições para descobrir qual dos teclados era mais adequado à língua inglesa, no entanto, como as pessoas já estavam habituadas ao padrão QWERTY, o modelo proposto por Dvorak acabou por nunca ter criado impacto.
teclado-qwerty-ingles

Curiosidades sobre o teclado QWERTY

O teclado QWERTY não é adoptado em todos os países. Em alguns locais é preferencialmente usado o teclado AZERTY (França e Bélgica), QWERTZ (Alemanha) ou QZERTY (Itália) assim como os símbolos, diacríticos e caracteres acentuados também ocupam uma posição diferentes em teclados internacionais do QWERTY;
A palavra “typewriter” (máquina de escrever, em inglês) pode ser escrita recorrendo apenas às teclas da primeira linha do teclado;
As letras mais usadas estão na linha do meio, o que confere uma maior rapidez na digitação;
As letras menos utilizadas estão na linha inferior, sendo o seu alcance mais difícil;
A mão direita abrange a maior parte do teclado, já que grande parte da população é destra.

segunda-feira, 14 de março de 2016

TCE nega recurso e confirma remuneração ilegal recebida por ex-vice-prefeito de São Sebastião da Amoreira


O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) negou provimento ao recurso de revista interposto por Edson Gonçalves Marques contra o acórdão nº 2581/15 de seu Tribunal Pleno. Assim, fica mantida a determinação de restituição de valores pelo recebimento de remuneração ilegal na gestão entre 2005 e 2008, devido ao acúmulo dos cargos de investigador de polícia e vice-prefeito de São Sebastião da Amoreira (Norte Pioneiro). 

A decisão original foi tomada em representação a partir de denúncia à Ouvidoria do Tribunal, formulada por meio do Portal do TCE-PR na internet, sobre a existência da irregularidade referente ao acúmulo de cargos. A Diretoria de Controle de Atos de Pessoal (Dicap) do TCE-PR verificou que Marques, então investigador de polícia efetivo, exerceu, de 1º de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008, os cargos de vice-prefeito e de agente policial simultaneamente. 

Em sua defesa, o policial argumentou que o artigo 38, inciso II, da Constituição Federal (CF/88) veda o acúmulo de cargos para o prefeito, mas nada dispõe sobre o vice. Ele alegou, ainda, que nunca substituiu o prefeito no exercício de suas funções e que havia compatibilidade de horários entre os cargos. Por fim, Marques pleiteou a utilização das regras do artigo 38, inciso III, da CF/88, que permite o acúmulo de cargos para vereadores, nos casos em que haja compatibilidade de horários. 

A Dicap e o Ministério Público de Contas (MPC) mantiveram a opinião pela devolução de uma das remunerações recebidas durante a gestão de Edson Marques como vice-prefeito, em razão do acúmulo inconstitucional de cargo efetivo e cargo eletivo. 

Ao fundamentar seu voto, o relator do processo, conselheiro Ivens Zschoerper Linhares, destacou que a Constituição determina que o prefeito, quando investido no mandato, se afaste de cargo, emprego ou função, podendo optar por uma das remunerações. Ele afirmou, ainda, que o Supremo Tribunal Federal, por meio da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 199, fixou o entendimento de que a regra deve ser aplicada também ao vice-prefeito.

Redação Bonde com TCE-PR