Pesquisar

domingo, 23 de outubro de 2016

Prefeituras anunciam cortes de gastos para aliviar os cofres públicos


Ao contrário dos governadores, que têm tornado público a crise financeira em seus cofres para tentar obter dinheiro do governo federal, a grande parte das prefeituras empurraram os problemas para debaixo do tapete durante o período eleitoral.
Tudo o que era “as mil maravilhas” após eleição parece ter mudado rapidamente, surgiram problemas de repasses federais e estaduais, municípios começaram a ter baixa arrecadação, entre outros fatores que agora veio a público, para entregar os municípios aos próximos gestores.
Segundo levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) a situação deverá piorar até o fim do ano, deixando a bomba fiscal para a próxima administração.
De 3.155 municípios que informaram o quadro de suas finanças ao Tesouro Nacional, 2.442, ou 77,4%, já estão com ascontas no vermelho.
Os próximos prefeitos terão enormes desafios, deverão apelar para soluções próprias e criativas para tentar  resolver os complexos problemas urbanos de suas cidades, pois tudo o que indica, é ocorrer um grande risco de não poder contar com aportes em áreas vitais como Educação, Saúde e Segurança.

O difícil vai ser os novos prefeitos honrar seus planos de governo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia