Pesquisar

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Leitos de UTI de Bandeirantes devem começar a operar em junho

Ainda neste primeiro semestre, a população da região norte do Estado deve contar com mais 10 leitos de UTI adulto da rede pública de saúde. O serviço será implantado na Santa Casa de Bandeirantes (108 km de Londrina), hospital filantrópico vinculado ao SUS. As obras já estão concluídas e o espaço está recebendo os últimos ajustes para a instalação dos equipamentos.
O governo do Estado investiu cerca de R$ 500 mil nas obras e também garantiu a aquisição dos equipamentos necessários a implantação dos leitos. São respiradores mecânicos, monitores paramétricos, camas e outros aparelhos que totalizam quase R$ 2 milhões.
Muito esperado
A provedora da Santa Casa, Carlota Meneghel, afirma que esta é a primeira vez que um governo se dispôs a ser parceiro do hospital e isso já está refletindo na melhoria da qualidade do atendimento ofertado à população. "Sou provedora da Santa Casa há 20 anos e nunca tínhamos sequer recebido a visita de um governador ou de um secretário estadual de saúde", ressalta.
O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, explica que a abertura desses novos leitos será um importante avanço para a região, que aguardava há anos por esse serviço.
"Em situações de urgência e emergência, cada minuto é decisivo para se salvar vidas. Com os novos leitos de UTI, a população daquela região terá uma retaguarda de atendimento mais qualificada", explicou.
Segundo Carlota Meneghel, o hospital conta hoje com quatro leitos semi-intensivos para a estabilização de pacientes graves, mas que eles não são suficientes para suprir a demanda que a unidade atende.
"Quando o quadro clínico se agrava, temos que encaminhar o paciente para hospitais de Cornélio Procópio, Santo Antônio da Platina e Londrina, que tem retaguarda de UTI", ressaltou a provedora.
Samu
Os leitos de UTI também fortalecem a Rede Paraná Urgência na região, que desde 2012 já conta com o sistema de transporte e atendimento pré-hospitalar do Samu Regional do Norte Pioneiro. Ao todo, são 13 ambulâncias - sendo três UTIs móveis – que atendem a população de 31 municípios.
O Diario

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia