Pesquisar

domingo, 22 de junho de 2014

Comissão Executiva do PMDB-PR divulga ata da convenção estadual

A Comissão Executiva do PMDB do Paraná divulgou, neste sábado (21), a ata da convenção estadual realizada na sexta-feira (20), no Clube Urca, em Curitiba, que definiu os rumos do partido nas eleições de outubro deste ano. O documento, assinado pelo presidente Osmar Serraglio e o secretário-geral Orlando Pessuti, destaca a votação que homologou a candidatura própria do senador Roberto Requião ao Governo do Estado e de Marcelo Almeida ao Senado.
Na convenção, segundo destaca a ata, também foram definidas as chapas de candidatos a deputado federal e estadual. Os convencionais delegaram ainda poderes à Comissão Executiva, para definir a política de alianças do PMDB com outros partidos, bem como ao senador Requião, a indicação do vice-governador.
 A seguir à integra da ata da convenção do PMDB do Paraná:

ATA DA CONVENÇÃO ESTADUAL DO PMDB DO PARANÁ DO DIA 20 DE JUNHO DE 2014
Aos 20 (vinte) dias do mês de junho de 2014, às 8:00, reuniram-se os Convencionais Estaduais do PMDB, no Clube Urca, na Rua Albano Reis, nº 170 (esquina com a Rua Marechal Hermes), Bairro Ahu, Curitiba, neste Estado, sob a presidência do Deputado Federal Osmar Serraglio, tendo como Secretário-Geral o Sr. Orlando Pessuti. Considerando as disposições estatutárias aplicáveis, instalou-se a Convenção do Diretório Estadual do PMDB para os fins constantes do edital de convocação publicado e afixado na forma regimental, o qual não foi impugnado. Em seguida, o Presidente leu o referido edital, que dispõe que a COMISSÃO EXECUTIVA DO DIRETÓRIO REGIONAL DO PMDB DO PARANÁ, nos termos do artigo 77, III e IV do Estatuto do Partido, CONVOCA os senhores convencionais para se fazerem presentes e participarem da Convenção Estadual do Partido, que será realizada no dia 20 de junho de 2014, das 08:00 às 17:30 horas, no Clube Urca, na Rua Albano Reis, nº 170 (esquina com a Rua Marechal Hermes), Bairro Ahu, Curitiba, neste Estado, para deliberar acerca do pleito eleitoral do ano em curso, sendo que os convencionais titulares poderão votar até às 11:30 horas, no primeiro escrutínio e após esse horário, até 13:30 horas, votarão os suplentes. O segundo escrutínio terá início às 15:00 horas até o seu encerramento, com a votação dos convencionais habilitados no primeiro escrutínio, com a seguinte ORDEM DO DIA: A) Deliberação sobre coligações para composição de chapa majoritária para o Governo do Estado do Paraná, com a indicação do candidato a Vice-Governador pelo PMDB ou lançamento de candidatura própria ao cargo de Governador e Vice Governador do Estado do Paraná; B) Deliberação sobre coligações para composição de chapa majoritária para o Senado Federal e respectivos suplentes ou lançamento de candidatura própria ao cargo de Senador e suplentes de Senador do Estado do Paraná; C) Escolha da chapa de candidatos a Deputado Estadual e Federal, cujos interessados deverão requerer sua inscrição até o dia 17 de junho de 2014, às 18:00, junto à Executiva Estadual; D) Delegação de poderes à Comissão Executiva Estadual para celebrar coligações com outros partidos (eleição majoritária e proporcional), homologar, substituir, acrescentar ou suprimir (em caso de coligação) nomes à chapa de candidatos às eleições proporcionais; E) Deliberar sobre demais assuntos relacionados às eleições. O Presidente destacou que o procedimento de votação, de acordo com o referido edital, será o seguinte: – Proclamado o resultado dos itens “A” e “B”, a Convenção prosseguirá em segundo escrutínio, com a votação dos inscritos às candidaturas aos cargos às eleições majoritárias, conforme definido no preâmbulo; – Os postulantes às eleições majoritárias deverão formular requerimento, perante a Convenção, após proclamado o primeiro escrutínio, para que os seus nomes sejam submetidos à apreciação do Colegiado. Destacou-se que a chapa de candidatos a deputado estadual e federal já foi formada e consta de lista que poderá ser ajustada, com a inclusão de novos nomes e ou substiuição, de acordo com a deliberação sobre eventuais coligações a serem firmadas. Em seguida, registrou-se a presença dos observadores designados pelo Diretório Nacional, Dep. Federal Mauro Mariani, do PMDB/SC e o Dr. Marcelo Nascimento, advogado do Diretório Nacional do PMDB, os quais acompanharam a regularidade da convenção. O Presidente registrou, novamente, que a votação se dará em dois momentos, oportunidade em que se alertou aos convencionais para que aguardem a realização da segunda votação. Reiterou-se a maneira de como se dará a votação, nos termos do edital de convocação. Foi franqueada a palavra tanto ao Sen. Roberto Requião, que defende a tese da candidatura própria ao Governo do Estado, quanto a ala que apoia a coligação, assegurando-se o procedimento democrático para a deliberação na convenção. Ainda, fez-se apelo à manutenção da regularidade da votação. Assim, deu-se início ao primeiro escrutínio, estando todas as mesas receptoras aptas à votação, com as respectivas listas, documentos e procedimentos necessários à identificação e acolhimento da vontade dos convencionais. Às 10:38 o Presidente destacou os objetivos democráticos da convenção, que traz duas correntes de pensamento diferentes sobre a questão do lançamento de candidatura própria à chapa majoritária, ou, sobre a possibilidade de coligação. Registrou que ambas as correntes pactuaram na data de ontem que um representante de cada corrente defenderá sua posição perante os convencionais. Em seguida, o Presidente Osmar Serraglio convidou o Sen. Roberto Requião para se pronunciar sobre a defesa de sua posição. O Sen. Roberto Requião saudou os presentes, falou sobre os feitos e programas do governo do Estado do Paraná durante a gestão do PMDB, apresentou argumentos contrários à corrente opositora e destacou os programas para a futura gestão, pedindo apoio à sua candidatura e à do Dep. Marcelo Almeida ao Senado. As 11:00 o Presidente Serraglio registrou que além do Dep Marcelo Almeida, também apresentam-se como candidatos ao Senado, os Srs. Saul Dorval, Orlando Pessuti e Acir Mezzadri. Destacou o presidente, porém, que a efetiva inscrição para as candidaturas ao Senado deverão seguir o procedimento do edital de convocação, ou seja, serão definidas após a votação do ITEM A). Às 11:19 Secretário-Geral destacou que a partir das 11:30 poderão comparecer às mesas de votação os delegados suplentes. O primeiro escrutínio encerrou-se às 13:30 horas, sem que se registrassem impugnações, protestos ou recursos. Foram recolhidas todas as urnas, e, passou-se em seguida, à apuração dos votos, tendo sido designados como escrutinadores os srs. Luiz Fernando Delazari, Sergio Maia Ricci, Leonidas Chaves, Samuel Gomes, Rogério Carboni, Rafael Markus, e o como observadores o Dep. Federal Mauro Mariani, PMDB/SC e o advogado do Diretório Nacional Dr. Marcelo Nascimento. Apurados os votos constatou-se que: 574 (quinhentos e setenta e quatro) convencionais votaram, conferindo, portanto, o número de assinaturas na lista de presença com o número de votos retirados das urnas, atingindo-se, portanto, o quórum estatutário. Em seguida, contados os votos, foi apurado o seguinte resultado: ITEM A) DO EDITAL: a proposta de coligação para integrar chapa majoritária para o Governo do Estado do Paraná, com a indicação do candidato a Vice-Governador pelo PMDB recebeu 250 (duzentos e cinquenta) votos; a proposta de lançamento de candidatura própria ao cargo de Governador do Estado do Paraná recebeu 319 (trezentos e dezenove) votos; foram registrados 4 (quatro) votos nulos e 1 (um) voto em branco. Diante disso, às 15:20, o Presidente proclamou o resultado da votação, sendo que para o ITEM A venceu a proposta de lançamento de candidatura própria ao cargo de Governador do Estado do Paraná, tendo como candidato o Sen. Roberto Requião. Com o anuncio do resultado do ITEM A), o Sen. Roberto Requião fez uso da palavra, pedindo para que os convencionais permanecessem no local e votação. Em seguida, fez uso da palavra o Presidente Osmar Serraglio solicitando a permanência dos convencionais para o próximo escrutínio, ante a necessidade de preencher o quórum necessário à validade da convenção perante a Justiça Eleitoral. O Presidente também esclareceu que diante do resultado da deliberação para o ITEM A) se faz necessário dar continuidade à votação para escolha do candidato a vice-governador, senador e suplentes. Diante disso, na forma definida no edital de convocação, franqueou-se o tempo de 20 (vinte minutos), a contar das 15h30m para que os interessados se inscrevessem junto à mesa. Em seguida, foi concedida o prazo de mais 5(cinco) minutos para as referidas inscrições. Paralelamente, às referidas inscrições, foram apurados os demais itens constantes da cédula de votação do primeiro escrutínio, apurando-se o seguinte resultado: ITEM C) DO EDITAL com 465 (quatrocentos e sessenta e cinco) votos favoráveis, 37 (trinta e sete) votos contrários e 72 (setenta e dois) votos em branco, foi escolhida a chapa de candidatos a Deputado Estadual e Federal, a qual é integrada pelos seguintes candidatos a Deputado Federal: 1.HERMES FRANGÃO PARCIANELLO; 2.ANDRÉ ZACHAROW; 3.JOÃO ARRUDA; 4.JOSÉ ANTONIO DE MELO FILHO; 5.ADEMAR LINEU DORFSCHMIDT; 6.PETERSON CANTU; 7.RODRIGO ROCHA LOURES; 8.ODÍLIO BALBINOTTI; 9.TERUO KATO; 10.MARCIA REGINA FERREIRA DA SILVA; 11. SERGIO SOUZA; 12. JORGE KRUGER; e os seguintes candidatos a Deputado Estadual: 1.ARTAGÃO DE MATTOS LEÃO JUNIOR; 2.SABINE DENISE GIESEN; 3.GILBERTO BERGUIO MARTIN; 4.ANTONIO ANIBELLI NETO; 5.RENATO BAHENA; 6.WALDYR PUGLIESI; 7.LINDOMAR SOLANGE STADLER QUINTANA; 8.REINHOLD STEPHANES JUNIOR; 9.MAURICIO THADEU DE MELLO E SILVA; 10.LUIZ EDUARDO CHEIDA; 11.WILLIAM C.P. MACHADO; 12.ADEMIR BIER; 13.LUIZ CLAUDIO ROMANELLI; 14.MARCUS ROQUE; 15.CLEITON KIELSE; 16.ALEXANDRE CURI; 17.NEREU MOURA; 18.JONAS GUIMARÃES; LUIZ GONZAGA;19 GUSTAVO DE ANDRADE LOPES. ITEM D) a proposta de delegação de poderes à Comissão Executiva Estadual para celebrar coligações com outros partidos (eleição majoritária e proporcional), homologar, substituir, acrescentar ou suprimir (em caso de coligação) nomes à chapa de candidatos às eleições proporcionais recebeu 358 (trezentos e cinquenta e oito) votos favoráveis, 26 (vinte e seis) votos contrários, 90 (noventa) votos brancos. O Presidente proclamou o resultado, declarando aprovada a chapa proporcional composta pelos candidatos supra nominados, bem como, a atribuição de poderes à Comissão Executiva Estadual. Encerrado o tempo inscrição, iniciarem-se os trabalhos com vistas à votação do segundo escrutínio para escolha dos candidatos a Vice-Governador, Senador e suplentes de Senador. Foi encaminhada a proposta para escolha de candidato a Senador, tendo em vista que apenas inscreveram-se ao pleito o Sr Marcelo Beltrão Almeida e o Sr. Saul Dorval da Silva. Por aclamação decidiu-se por encaminhar a proposta de delegação de poderes à Comissão Executiva Estadual para formalizar a escolha feita previamente pelo candidato a Governador, Sen. Roberto Requião aos cargos de Vice-Governador e Suplentes de Senador, tendo em vista a possibilidade de coligações ou não com outros partidos para estes cargos. O segundo escrutínio encerrou-se às 17:30 horas, sem que se registrassem impugnações, protestos ou recursos. Passou-se em seguida, à apuração dos votos, tendo atuado os mesmos escrutinadores. Apurados os votos constatou-se que: 295 (duzentos e noventa e cinco) convencionais votaram, conferindo, portanto, o número de assinaturas na lista de presença com o número de votos retirados das urnas, atingindo-se, portanto, o quórum estatutário. Em seguida, contados os votos, foi apurado o seguinte resultado: Para a eleição para o Senado o Sr. Marcelo Beltrão Almeida obteve 269 (duzentos e sessenta e nove) votos e o Sr. Saul Dorval da Silva 22 (vinte e dois) votos, sendo 3 (três) nulos e 1 (um) branco. Em seguida colocou-se em votação e foi aprovada a delegação de poderes, nos seguintes termos: “o nome do candidato a Vice-Governador, bem como, os nomes para os cargos de suplentes de Senador serão formalizados pela Comissão Executiva Estadual após a escolha , a ser realizada pelo Sen. Roberto Requião, sendo a condição de validade da formalização dos nomes destes candidatos pela Comissão Executiva Estadual a escolha previamente realizada pelo Sen. Roberto Requião”, de acordo com o documento integrante desta ata. Tal proposta foi aprovada por 269 (duzentos e sessenta e nove) votos favoráveis, 22 (vinte e dois) votos contrários, sendo 3 (três) nulos e 1 (um) branco. Diante disso, o Presidente proclamou o resultado da 2ª votação, anunciando como candidato a Senador o Sr. Marcelo Beltrão Almeida, bem como, a aprovação da delegação de poderes nos termos acima indicados. O Presidente reiterou que a Comissão Executiva Estadual exercerá a delegação a ela conferida pela convenção e adotará as providências necessárias para o registro de seus candidatos e que estes devem providenciar os documentos necessários e entregá-los à Secretaria do Partido impreterivelmente até o dia 30/06/2014, bem como os candidatos deverão comparecer pessoalmente até o dia 01 de julho de 2014, não sendo admitida a representação por procuradores, na sede do Diretório Estadual para assinar os documentos de registro de candidaturas exigidos pela legislação. Ficou estabelecido que a Comissão Executiva Estadual deliberará sobre: a) fixação dos gastos gerais e totais de campanha de acordo com a legislação vigente; b) complementará os dados dos candidatos com a indicação do respectivo número e demais exigências da lei eleitoral; c) elegerá os representantes e delegados do Partido e/ou Coligação; d) abertura e designação dos membros dos respectivos comitês financeiros. Tendo em vista manifestações do Plenário, o Presidente esclareceu novamente que a chapa de candidatos a deputado estadual e federal poderá ser aditada, suprimida, acrescentada de acordo com a delegação expressada à Comissão Executiva Estadual. Nada mais havendo a deliberar, como não houve qualquer protesto ou recurso o Senhor Presidente determinou o encerramento da Convenção e que fosse lavrada a presente ata às 18:15 horas, que segue assinada pelo Sr. Presidente Osmar Serraglio __________________ e por mim, Secretário-Geral Orlando Pessuti, ____________________.
Foto legenda (PMDB do Parana)
Sede do Diretório do PMDB do Paraná, em Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia