Pesquisar

domingo, 24 de agosto de 2014

Criança é ejetada de automóvel em acidente que deixou mais três pessoas feridas na PR 160



Na tarde de domingo (24), por volta das 15h, socorristas do SIATE e SAMU de Cornélio Procópio se mobilizaram para atenderem quatro vítimas de um grave acidente, do tipo capotamento, ocorrido na PR 160, na saída para Leópolis.
De acordo com o Sgt. Noel do SIATE, no local foram encontrados os ocupantes já fora do automóvel que se encontrava tombado ao lado da rodovia, sendo eles o motorista, a esposa, uma jovem de treze anos e uma criança de oito anos de idade.
Segundo Noel, a criança foi arremessada do interior do veículo durante o acidente, sofrendo fraturas múltiplas, inclusive traumatismo craniano. A vítima foi atendida pela equipe médica do SAMU e precisou ser entubada.
A princípio a criança foi encaminhada para a Santa Casa de Cornélio Procópio, mas o médico responsável pela atendimento já estudava uma possível transferência da vítima via helicóptero do GRAER para um hospital especializado de Londrina devido ao seu estado grave, revelou o Sgt. Noel.
As demais vítimas apresentavam contusões e escoriações e receberam atendimento de socorro da equipe do SIATE.
A senhora que acompanhava o motorista estava em estado de desespero ao ver a sua filha em uma situação muito delicada sendo atendida pelo agentes do SAMU e precisou de uma atenção especial.
O motorista, de nome Paulo, apresentava certa sonolência, permanecendo sentado ao lado do carro se mostrando muito preocupado e calado. Em determinado momento, durante o atendimento mencionou que tentou desviar de algo, mas não soube precisar do que se tratava, informou Noel.
Chamou a atenção os ferimentos da jovem de 13 anos, com cortes nas pernas, um ferimento profundo na cabeça e escoriações nas costas, como se estivesse deslizado na pista, aparentando também ter sido jogada para fora do carro, mas o fato não foi confirmado.
O grupo se encaminhava para Cornélio Procópio após passarem a manhã e parte da tarde em um pesqueiro na região de Leópolis, segundo informações.
O motorista, a senhora e a adolescente foram imobilizados e como a criança, levados para irmandade hospitalar procopense, sem perigo de morte.
Para o Sgt. Noel, possivelmente a criança não estava presa ao cinto de segurança ou não usava o equipamento necessário, caso contrário não seria ejetada do veículo como ocorreu, mas o caso ainda deve ser investigado.
Noel salientou que a central do Corpo de Bombeiros foi acionada enquanto os membros da corporação apagavam um incêndio ambiental, apontando para o fato do grupo ainda perder tempo pela ação de um irresponsável que resolveu colocar fogo em algum matagal, justamente nesta época de tempo seco, prejudicando o atendimento para quem precisa de socorro e isto é lamentável.

Com informações; Anuncifacil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia