Pesquisar

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Ibaiti terá complexo industrial hospitalar


O município de Ibaiti terá um complexo industrial especializado na fabricação de produtos hospitalares, alguns com tecnologia de última geração. São seis empresas do setor que vão se instalar na cidade, além de outras três de produtos veterinários e mais três de outros segmentos. Todas têm sedes atualmente nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. 

Juntas elas devem investir cerca de R$ 100 milhões nos dois primeiros anos e gerar 1.300 empregos diretos em uma primeira etapa. Os investimentos vão variar entre R$ 6 milhões a R$ 15 milhões por empreendimento. As empresas devem entrar em atividade daqui a um ano, em média. 

Embora independentes e com mercados próprios, as empresas são parceiras por afinidade e decidiram mudar suas sedes para um lugar mais tranquilo, mais favorável em termos de logística e onde pudessem concentrar toda a produção. A região é considerada de fácil acesso aos principais centros consumidores e aos principais portos e aeroportos do País. 

Os produtos fabricados em Ibaiti vão atender ao mercado nacional, além do mercado externo, que está na meta de algumas dessas empresas. 

Recentemente, um grupo de investidores esteve em Ibaiti para visitar o local onde será instalado o parque industrial. 

Entre as empresas que devem se instalar na cidade, está uma que produz um modelo de insuflador de gás carbônico médico, para atender o mercado internacional. Sediada em São Paulo há 30 anos, a empresa está trasnferindo a produção para Ibaiti. Segundo a sócia da empresa, Leila Maria Florência, o investimento inicial será na ordem de R$ 7 milhões, com a geração de 120 empregos diretos, número que poderá chegar a 300. 

Leila informa ainda que a empresa prepara-se para o lançamento internacional de um equipamento de alta tecnologia que pode revolucionar o setor de cirurgias cardíacas. O lançamento deve acontecer no primeiro semestre de 2015, nos Estados Unidos. 

Outra empresa vai trabalhar na fabricação de processadores com imagens, monitores cardíacos, respiradores e com a linha de esterilização. A empresa atualmente tem duas unidades, uma em Juiz de Fora (MG) e outra no Rio de Janeiro. A unidade que será transferida para Ibaiti é a do Rio de Janeiro. O investimento inicial previsto é de R$ 6 milhões. 

Folha Norte Pioneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia