Pesquisar

domingo, 3 de agosto de 2014

Internet da Copel chega ao Norte do Paraná em setembro

Reprodução/SXC
Reprodução/SXC

A Copel Telecom, braço de telecomunicações da Companhia Paranaense de Energia, pretende trazer seu serviço de banda larga via fibra ótica ao Norte do Paraná em setembro desse ano. Cornélio Procópio (Norte Pioneiro) se juntará a outras 22 cidades do interior do Paraná que, além de Curitiba, são alcançadas pela rede de internet residencial da empresa. 

O pacote mínimo oferece conexão de 20 megabytes por segundo a R$ 109,90 por mês, enquanto o pacote de maior velocidade chega a 100 mb/s com preço de R$ 349,90 mensais. "O diferencial da nossa internet é não ter distinção entre a velocidade de download e upload e franquia ilimitada de dados. Em geral, o up costuma ser cerca de 10 vezes mais lento que o down", afirma o superintendente de comercialização e operação de telecomunicações da Copel, Sérgio Milani. Na região metropolitana de Curitiba, o plano inicial oferece 40 mb/s a R$ 139,90. 



Em todo o Paraná, a rede de banda larga da Copel atende 8 mil clientes. A expectativa da companhia é chegar a 20 mil pontos até o final de 2014, mas Londrina não está nos planos. "Estamos muito satisfeitos com a parceria com a Sercomtel e não pretendemos entrar no mercado de Londrina nos próximos anos", revela. A Sercomtel integra os pacotes da Copel nos combos que oferecem acesso à internet e telefonia. O plano mais barato custa R$ 134,80, com 20 mb/s e franquia de 150 minutos de ligações. A Copel Telecomunicações é dona de 45% das ações da Sercomtel, cujo sócio majoritário é a Prefeitura de Londrina, com 55%. 

Entre as metas estratégicas da Copel existe o objetivo de chegar a 1 milhão de clientes em todo o Paraná até 2025. "A nossa internet está começando. Atualmente, o nosso marketshare ainda é insignificante, mas temos objetivo de chegar a mais cidades com o passar do tempo e com o Paraná Conectado", diz Milani. 

Além da internet residencial, a Copel Telecom também opera nas 399 cidades do Paraná com serviços de transmissão de dados para empresas. Somando os pacotes corporativos e residenciais, a companhia tem 30 mil pontos de internet. 

Paraná Conectado 

Até o final de 2014, 25 cidades do interior paranaense com menos de 10 mil habitantes terão acesso a conexão de internet de 1 mb/s a R$ 29,90. "Este projeto atende cidades do Paraná com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e que, em geral, não contam com boas opções de acesso à internet", afirma Milani. Recentemente, duas cidades do Norte do Paraná passaram a integrar a rede do Paraná Conectado: Cambira e Bom Sucesso.

Auber Silva - Redação Bonde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia