Pesquisar

sábado, 16 de agosto de 2014

Prefeito de São Jerônimo da Serra é indiciado

O prefeito de São Jerônimo da Serra (Norte Pioneiro), Adir dos Santos Leite (PSDB), apontado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) como o líder da "organização criminosa" que agiria na cidade, foi indiciado pelo envolvimento no desvio de dinheiro público em licitações fraudulentas. O inquérito, finalizado ontem pelo delegado Ernandes Cezar Alves, foi entregue à Justiça do município e agora o Ministério Público (MP) do Paraná terá 5 cinco dias para oferecer denúncia. Adir está licenciado do cargo por 30 dias. 

A reportagem não teve acesso aos documentos, mas o delegado confirmou ter encontrado indícios da participação de Adir, dos filhos dele, Adcarlos e Alisson dos Santos Leite, e de outros investigados nas supostas irregularidades. Os filhos estão presos preventivamente em Londrina desde o dia 6 de agosto, quando o Gaeco deflagrou a operação Sucupira, cumprindo 55 mandados de busca e apreensão e 18 mandados de prisão. Ontem, deixaram a cadeia os vereadores Jacir Sampaio (PSD), Isaque Pereira Martins (PPS) e Amarildo Bueno (PR). 

O advogado de Adir, Maurício Carneiro, negou a existência de organização criminosa em São Jerônimo da Serra. "Em município pequenos pode até haver falhas administrativas, mas vou demonstrar a licitude dos procedimentos." Quanto ao indiciamento, disse que "só demonstra que as prisões foram ilegais, pois se envolve o prefeito, a competência é do Tribunal de Justiça (TJ)". Alves afirmou, porém, que "o delegado de polícia não precisa de autorização do TJ para investigar prefeitos".
Edson Ferreira
Reportagem Local FolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia