Pesquisar

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Prefeito de São Jerônimo da Serra será invetigado por Comissão Processante

Foto: Reginaldo Saturnino
Os vereadores de São Jerônimo da Serra em reunião ordinária realizada na ultima terça feira (23), aprovaram por unanimidade a abertura de uma Comissão Processante (CP) contra o prefeito Adir dos Santos Leite (PSDB). A Comissão irá investigar se o prefeito tem participação no esquema de fraude de licitações e desvio de recursos municipais, descoberto pelo Ministério Público (MP-PR). O prefeito Adir Leite esta afastado do cargo e deve ficar longe da funções por 30 dias. Com isso o vice-prefeito João Ricardo de Mello (PPS) assumiu o Executivo interinamente.
A abertura da Comissão Processante ocorre após o MP-PR denunciar o prefeito e mais 39 pessoas pelo crime de desvio de recursos públicos. O esquema foi descoberto pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) que deflagou a Operação Sucupira no dia 6 de agosto deste ano. 
A comissão foi constituída através de sorteio com os integrantes da casa e será presidida pelo vereador Alcidio Gabriel (PPL) e terá Sidney Navarro Junior (PT) como relator, além de José da Silva (PTB) como membro. Alcidio Gabriel e Sidney Navarro Junior eram suplentes dos vereadores Isaque Pereira Martins (PPS) e Amarildo Alves Bueno (PR) - presos pelo Gaeco na Operação Sucupira. Eles foram empossados no dia 16 de setembro pela Câmara dos Vereadores.
Mauricio Carneiro advogado do Prefeito Adir Leite, disse durante a  votação pela abertura da Comissão era irregular, pois durante o presidente da Câmara juntamente com os demais vereadores impediram a manifestação da defesa. Carneiro alegou durante a sessão que o prefeito Adir Leite não terá o exercício da ampla defesa e que os vereadores já haviam concluído que o prefeito Adir Leite já era culpado, causando um breve tumulto entre os populares que participavam da sessão, com isso o presidente da Câmara Municipal, Alfredo Luiz Bernardo (PP), suspendeu a sessão por cinco minutos para organizar as coisas, com isso Carneiro saiu da Câmara vaiado por populares que ali estavam. A comissão foi constituída através de sorteio com os integrantes da Casa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia