Pesquisar

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Caus no Paraná, Servidores da Saúde também vão parar

Os servidores que trabalham nos hospitais geridos pelo Governo do Paraná vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de quinta-feira. A paralisação foi aprovada em assembleia realizada ontem de manhã, também em Guarapuava. 

Centenas de servidores participaram do encontro coordenado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Pública do Estado (SindSaúde) do Paraná. A paralisação será motivada pela falta de pagamento do terço de férias dos servidores em dezembro e também por conta do "pacotaço" de medidas enviado à Assembleia Legislativa pelo governo na última semana. 

A greve começa na quinta, mas os servidores prometem manifestações para terça e quarta-feira. A categoria pretende fazer uma "operação tartaruga" nos seus locais de trabalho e protestar contra o "pacotaço" de Richa em frente à Assembleia Legislativa. 

"Queremos a correção no nosso plano de carreira, prometida pela Secretaria Estadual de Saúde para 2014, mas que, até agora, não aconteceu. Pedimos, ainda, o pagamento da hora-extra e do auxílio-alimentação referentes ao mês de janeiro e uma política mais efetiva voltada à saúde dos servidores", listou na sexta-feira a diretora do SindSaúde, Elaine Rodela. 

A greve dos servidores da Saúde afetará os hospitais da Zona Norte (HZN) e da Zona Sul (HZS) de Londrina. Mais de 600 servidores (300 em cada instituição) devem cruzar os braços na cidade. 

(Guilherme Batista/Redação Bonde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia