Pesquisar

quarta-feira, 11 de março de 2015

Ano letivo nas escolas estaduais do Paraná vai até 23 de dezembro

O novo calendário escolar da rede estadual de ensino prevê aulas até o dia 23 de dezembro, antevéspera do Natal. A definição da reposição para o ano letivo de 2015 aconteceu na tarde de ontem, após encontro entre representantes da Secretaria de Estado da Educação (Seed) e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP Sindicato). A greve dos professores durou 29 dias, sendo 18 letivos, e afetou 2,1 mil escolas e 970 mil alunos. 

O calendário prevê que não haverá aulas aos sábados e garante uma semana de recesso, entre os dias 13 e 17 de julho. As duas condições eram uma exigência da APP. "Conseguimos preservar os sábados, que serão utilizados apenas para atividades dos professores. O calendário ficou bem compactado, mas dessa forma vamos conseguir cumprir os 200 dias de ano letivo", ressaltou o secretário da Educação, Fernando Xavier Ferreira. 

As aulas na rede estadual eram para ter começado em 9 de fevereiro, mas em virtude da paralisação dos professores, que foi suspensa na segunda-feira, serão reiniciadas amanhã. 

Ontem, os 65 mil professores voltaram para as escolas e realizaram reuniões pedagógicas, discussão do calendário de cada colégio, semana de avaliações e planejamentos anuais das escolas e de cada disciplina. O planejamento segue nesta quarta-feira. Ainda foram reiniciados os trabalhos administrativos e de serviços gerais pelos 27 mil funcionários, que também estavam em greve. 

"A comunidade paranaense pode ficar tranquila, porque estamos agindo com responsabilidade e não haverá prejuízo pedagógico aos alunos", garantiu o presidente da APP em Londrina, Márcio André Ribeiro. A Secretaria de Educação informou que ontem 180 escolas já funcionaram total ou parcialmente no Estado, nenhuma na região de Londrina. 

Em relação à merenda, a Seed garantiu que ontem as escolas receberam os alimentos congelados, como carnes e peixes, e que os produtos não perecíveis serão distribuídos nas próximas semanas. Porém, ressaltou que os colégios ainda têm estoque desses alimentos da última remessa enviada no fim do ano passado. 

"As escolas estarão prontas para receber os alunos. Apesar da greve, os livros didáticos foram entregues e aqueles que chegaram ao núcleo já foram encaminhados para os colégios. O repasse do Fundo Rotativo, que é para material de expediente e higiene, além de ser usado na manutenção dos imóveis, também já foi feito", garantiu a chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Londrina, Lúcia Cortez. 

Nos 19 municípios que compõem o NRE de Londrina, são 123 escolas e 83 mil alunos. A região conta com 15 mil professores estaduais.

Lucio Flávio Cruz
Reportagem LocalFolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia