Pesquisar

terça-feira, 26 de maio de 2015

Impasse pode acabar, diz Romanelli

As alternativas apresentadas pela base de apoio ao governo na reunião de hoje com o secretário chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, pode pôr um fim ao impasse da greve dos professores que já se estende por mais de 30 dias. Essa é a expectativa do deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), que articulou a retomada das negociações entre o governo e servidores.
 
”Serão encaminhadas duas propostas ao Poder Executivo que têm como origem a base de apoio ao governo aqui na Assembleia. Minha expectativa é que se defina uma posição hoje e que amanhã possa vir o projeto, ou, pelo menos, que seja anunciado qual projeto será enviado”, informou Romanelli.
 
Ainda de acordo com o líder do governo, os projetos foram montados com base em análises feitas com participação dos representantes dos servidores e com a APP Sindicato. “Mantemos permanentemente um diálogo por meio da liderança do governo com o fórum dos servidores e o governo. Há um debate permanente”, ressaltou o parlamentar.
 
 
Abaixo, a íntegra da entrevista concedida pelo deputado Luiz Claudio Romanelli nesta terça, aos jornalistas que cobrem o Legislativo.
 
Deputado, quais são estes detalhes que precisam ser ajustados?
 
O índice do reajuste dos servidores tem uma referência que é a do IPCA. Ao mesmo tempo, vivemos um tempo de crise financeira, com o Estado tendo um déficit financeiro no orçamento de 2015. Então, estamos em uma situação que temos de adequar as despesas e receitas e também tempo para cumprir o preceito constitucional e legal de conceber o reajuste da data base. Por isso é necessário que os estudos possam levar em conta as circunstâncias que estamos vivendo neste ano, com alternativas que permitam superar este período e estas dificuldades que o Paraná e outros Estados da federação estão passado.
 
Haverá uma reunião agora à noite. O que será decidido?
 
A base de apoio ao governo apresentou duas propostas. Em uma delas nós defendemos a aplicação do índice pleno do IPCA de 8.17%. Mas há outra proposta que garante o ganho para o servidor com uma modalidade que respeita os ganhos. Nos dois casos tem que haver parcelamento por problemas no fluxo de caixa. Então, destas duas propostas, uma delas, a proposta que poderá ser aproveitada, será enviada pelo poder executivo a Assembleia.
 
A base partiu de um pressuposto que só vai aprovar quando a proposta foi considerada correta. Sendo assim, estas duas tecnicamente corretas e financeiramente viáveis. Quem decide é o governador Beto Richa. A fonte do dinheiro é uma só, sempre é do Tesouro. Mas não iremos contar as propostas agora, até por ser uma estratégia de debate. É uma discussão interna do governo e também em relação ao próprio sindicato.
 
A expectativa é que a decisão definitiva seja hoje?
 
Exatamente. Minha expectativa é que defina uma posição e que amanhã possa vir o projeto para a Alep, ou pelo menos que seja anunciado qual projeto será enviado.
 
Estes projetos foram montados com base em análises feitas também com a APP Sindicato?
 
Sim. Nós tentamos permanentemente manter um diálogo por meio da liderança do governo com as lideranças sindicais, ou seja, da APP, dos diversos outros sindicatos. Enfim, há um debate permanente com eles.
 
Há uma garantia de que será analisado tudo isso aqui amanhã na Assembleia?
 
Garantia não posso dar. Mas o que garanto é que serão encaminhadas duas propostas ao poder executivo que tem como origem a base de apoio ao governo aqui na Assembleia Legislativa.
 
As duas propostas envolvem parcelamentos?

Uma não. Inclusive é fruto de um projeto criado quando fui secretário do Trabalho e que é muito adentrada no movimento sindical, especialmente do setor privado. Uma proposta interessante que poderá solucionar este e outros impasses.
 
Por que a base decidiu tomar partido?
 
A base de apoio ao governo aqui na Alep tem uma solução para o fim das greves. O Paraná necessita retomar a normalidade na área administrativa, não dá mais para ver as salas de aula vazias, temos que resolver isto. Há tanta coisa para ser feita este ano e nós não podemos. Quase metade do ano e estamos discutindo literalmente a mesma coisa.
 
Liderança do Governo - Assembleia Legislativa do Paraná
Deputado Luiz Claudio Romanelli
imprensaromanelli@gmail.com
(41) 3350-4313 | (41) 9626-4933

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia