Pesquisar

domingo, 3 de maio de 2015

Tombamento de ônibus deixa 20 feridos no Paraná

Divulgação/PM
Um grave acidente envolvendo um ônibus de viagem na tarde de sábado (2), próximo à praça de pedágio do município de Ortigueira, na região Centro-Norte do Paraná, mobilizou uma equipe médica e um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) que estiveram no local apoiando outras equipes de resgate no atendimento às cerca de 20 vítimas. 


O ônibus vinha de Maringá (PR) com destino à Florianópolis (SC), quando o motorista teria perdido o controle do veículo e tombou na pista da BR 375, no km 314, na região da Serra do Cadeado, entre os municípios de Mauá da Serra e Ortigueira. 

"Fomos acionados por volta das 15h e colocamos um médico e um enfermeiro para atender as vítimas no local. Uma vítima que estava com ferimentos graves já foi levada pela nossa aeronave para uma unidade hospitalar de Arapongas", explicou o copiloto do helicóptero, capitão Andrey Muller Iark. 

A equipe médica do BPMOA, com o doutor Rodrigo Faria, ofereceu toda a assistência e atendimento para o resgate dos passageiros. Também auxiliam nos trabalhos equipes do Samu dos municípios da região, Defesa Civil e Polícia Rodoviária Federal. "Segundo informações preliminares, são cinco pacientes em estado grave e outros 15 com ferimentos medianos, todos atendidos e encaminhados à hospitais da região", detalhou o capitão. 

"Chegamos em 28 minutos no local do acidente e imediatamente procedemos a triagem das vítimas, priorizando as mais graves e as demais atendidas por equipes básicas. Um paciente teve que ser levado de aeronave para Apucarana e outra foi encaminhada de ambulância para Arapongas. As demais vítimas fora atendidas nos hospitais da região", disse o médico do BPMOA, Rodrigo Faria. 

Para ele, a rapidez no primeiro atendimento em casos de múltiplas vítimas é fundamental para aumentar a sobrevida dos envolvidos. "Quanto menor o tempo de resposta diante de uma situação envolvendo várias vítimas, maior é a chance de sobrevivência das pessoas", explicou.

Redação Bonde com PM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia