Pesquisar

quarta-feira, 2 de março de 2016

Amunop cobra providências do Estado para a região

Bandeirantes – Combate ao mosquito da dengue, o início da operação da balsa sobre o rio das Cinzas, a recuperação de estradas estaduais e municipais, a situação da arrecadação dos municípios e os trâmites da duplicação da BR-369 entre Jataizinho e Ourinhos (SP), constavam na pauta de reivindicações que os prefeitos da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop) entregaram ao governador Beto Richa recentemente. 
Segundo a presidente da Amunop, Clea Márcia Bernardo de Oliveira (PDT), prefeita de Leópolis, o ofício pede providências aos problemas que a região vem enfrentando em função da crise econômica e a falta de recursos dos municípios. "A situação vem se complicando na medida em que os poucos recursos que temos acesso estão diminuindo", lamentou. 
No documento, prefeitos da Amunop pedem atenção especial do governo para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, que está vitimando muitas pessoas na região. O risco da chikungunya e do zika vírus também preocupa as autoridades da saúde desses municípios. 

ARRECADAÇÃO
A presidente da Amunop, Clea Oliveira lembrou que os municípios brasileiros sofreram um golpe duro com a queda do repasse de verbas federais e a determinação de adequar o piso salarial de professores e agentes de saúde. Somadas às seguidas reduções do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), essa falta de recursos tem prejudicado a administração das cidades da região. "É muito difícil administrar um município aumentando despesas e reduzindo receitas", observou. 
O documento pede ainda o posicionamento do governo em relação ao início das obras de duplicação da BR-369, no trecho entre Jataizinho e Ourinhos (SP). O governo anunciou em outubro do ano passado que o trecho entre Jataizinho e Cornélio Procópio, seria duplicado pela concessionária que explora a rodovia. Uma campanha liderada pela Amunop e Sociedade Rural da região de Cornélio Procópio, com apoio do Grupo Folha de Comunicação, mobilizou dezenas de cidades e entidades em um movimento que chamou a atenção de todo o Paraná. Beto Richa afirmou que todas as reivindicações expostas pela Amunop serão respondidas pela Casa Civil nos próximos dias, mas adiantou que essas solicitações estão previstas no orçamento do Estado.
Marcos André de Brito
Especial para a FOLHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia