Pesquisar

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Prefeito e secretário são afastados após operação no PR

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decretou o afastamento do prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula Júnior, e do secretário municipal de Educação Antonio Manoel Mendonça Martins, de seus respectivos cargos. Outros dois servidores do Executivo Municipal também foram afastados.
Os afastamentos são decorrentes da Operação Quadro Negro, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Paraná no último dia 11, com apoio dos GAECOs de Santa Catarina, Distrito Federal e Minas Gerais.
A operação, contra fraudes em licitações na área da educação, incluiu onze mandados de prisão e outros onze mandados de busca e apreensão em várias cidades do Paraná (Sarandi, Lapa, Araucária, Palmeira, Curitiba) e em outros estados: Santa Catarina, Minas Gerais e Brasília (DF). Entre os presos está o ex-prefeito da Lapa.
As equipes do GAECO estão concluindo as investigações para, em breve, denunciar os investigados à Justiça. As apurações foram conduzidas pelo Gaeco de Londrina e Promotorias da Lapa, Araucária, Palmeira e Sarandi.
Fraudes em licitações - As investigações se referem a fraudes em procedimentos licitatórios para contratar empresas pertencentes ou ligadas às pessoas investigadas, sempre na área de educação, com suspeita de direcionamento dos procedimentos licitatórios e de sobrepreço e/ou inexecução de serviços, o que geraria o desvio de recursos públicos.
As empresas investigadas são a Associação Nacional de Apoio aos Municípios (ANAM), Instituto Fox, Instituto Eco XXI e Instituto Brasileiro de Arte e Educação.

Bonde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia