Pesquisar

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Homem que matou e estrupou a mãe é encontrado morto na prisão

Marcos Souza de Melo, de 37 anos, que havia sido preso na última quinta-feira (14), depois de confessar ter matado e estuprado a mãe adotiva, de 78 anos, foi encontrado morto na noite de domingo (17), na Casa de Custódia de Maringá (CCM). De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), a causa da morte de Melo ainda não foi confirmada. Até a tarde desta segunda-feira (18) o IML de Maringá não tinha divulgado o laudo. 

Depois de ser preso em Ourizona, onde cometeu o crime, Melo foi levado para Mandaguaçu e transferido posteriormente para Maringá. A transferência aconteceu na sexta-feira à noite, justamente pelo comportamento conturbado do detento, que aparentava ter problemas psicológicos. 

Na Casa de Custódia de Maringá, Melo ficou em uma cela isolada. Segundo a assessoria da Seju, o detento chegou a passar pela enfermaria da CCM e por um psiquiatra, quando foi medicado com calmantes. Por volta das 22h de domingo (17), os cercereiros estranharam o silêncio na cela de Melo e o encontraram caído. O Samu chegou a ser acionado, mas quando o socorro chegou o detento já estava morto. 

A reportagem do Portal Bonde tentou contato com a Casa de Custódia de Maringá, mas ninguém quis falar sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia