Pesquisar

quinta-feira, 25 de abril de 2013

MP aciona prefeito e primeira-dama por usar carro oficial em fins particulares


O Ministério Público da Comarca de Tomazina (156 km de Londrina) ajuizou ação civil pública contra o prefeito de Pinhalão (145 km), Claudinei Benetti (PSD), e sua esposa, Susana Ferreira Benetti, acusados de improbidade administrativa. Na denúncia, o MP firma que a primeira-dama teria utilizado um automóvel da Secretaria Municipal de Saúde (um Gol com placas BCB 2555) para fins particulares.
De acordo com a promotoria de Justiça, Susana teria ido a um salão de cabeleireiro no município de Santo Antônio da Platina (130 km de Londrina), com a anuência do chefe do Executivo Municipal.
Um jornal local teria presenciado o ato e feito a denúncia, virando em seguida, objeto de inquérito civil para apurar osfatos. O promotor de Justiça, Anderson Osório Resente, disse que "a gravidade está, sobretudo, no aspecto da imoralidade à vista da sociedade, a quem os requeridos, como gestores da coisa pública, deveriam dar exemplo, sendo de rigor que as instituições fiscalizadoras dêem cabo a essa funesta prática de uso de bens públicos em proveito particular".
Na ação, o promotor pede à Justiça a notificação do Município de Pinhalão, a condenação do prefeito e de sua esposa nas sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, além do ressarcimento dos prejuízos materiais e morais causados. Os requeridos têm 15 dias para se manifestar.
Nova investigação
A Promotoria de Justiça de Tomazina informou, ainda, que instaurou novo Inquérito Civil ao identificar que alguns veículos da Prefeitura de Pinhalão, incluído o citado automóvel usado pela primeira-dama, "foram emplacados com sequências alfanuméricas que fazem alusão às iniciais do nome do prefeito Claudinei Benetti e aos números 25 e 55, com os quais Benetti concorreu nas eleições municipais de 2008 e 2012".
O Diario

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia