Pesquisar

sábado, 14 de setembro de 2013

Taxa de mortalidade infantil no País cai 77%


A taxa de mortalidade entre crianças menores de cinco anos no Brasil caiu 77% entre 1990 e 2012, de acordo com relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). No período, a taxa passou de 62 mortes a cada mil nascidos vivos para 14 óbitos a cada mil nascidos vivos. 

O resultado faz com que o Brasil ocupe o 120º lugar no ranking. Luxemburgo, o país com a melhor taxa de 194 analisados, é o último do ranking – duas mortes a cada mil nascidos vivos. O primeiro colocado, Serra Leoa, por sua vez, registra 182 mortes por cada mil nascidos vivos. 

A redução da mortalidade registrada nos últimos 22 anos no País, considerada significativa, é atribuída pelo Unicef a uma série de fatores. Entre eles, a criação do Sistema Único de Saúde, a melhoria no atendimento das mães, melhores condições sanitárias, o incentivo ao aleitamento materno e a expansão da imunização. 

A coordenadora de Desenvolvimento Infantil da Unicef, Cristina Albuquerque, elogiou os números nacionais, mas alertou que o Brasil tem o que aprender com experiência de outros países. "Daí a necessidade de se estabelecer e estreitar linhas de cooperação técnica. Esse é o futuro", avaliou.


AE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia