Pesquisar

sábado, 1 de agosto de 2015

O pavor volta às pequenas cidades

Quinze dias depois de um assalto simultâneo com mais de 40 reféns em Borrazópolis (Norte), mais duas cidades de pequeno porte do interior do Paraná foram alvos da ação violenta de bandidos no dia de ontem. Em Nova Prata do Iguaçu (Sudoeste), pelo meno oito ladrões fortemente armados roubaram uma agência bancária por volta das 12h30. Um dos assaltantes morreu em troca de tiros com a polícia. Em outra ação ousada, um bando explodiu os caixas eletrônicos de duas agências bancárias em Ortigueira (Campos Gerais) na madrugada de ontem. 

Conforme informações do cabo Gilmar Stefainski, da Polícia Militar (PM) de Nova Prata do Iguaçu, o bando que assaltou a agência bancária no município de cerca de 10,7 mil moradores rendeu um policial que estava saindo de um restaurante localizado em frente ao estabelecimento. "Ele tentava entrar na viatura após ter almoçado no estabelecimento e acabou sendo dominado por três criminosos", contou. 

Após render o policial, de acordo com o cabo, o grupo atirou contra as portas de vidro do banco. "Eles invadiram o local, renderam os vigias e os colocaram, junto com clientes, do lado de fora da agência. Enquanto dois ficavam mantendo essas pessoas reféns na área interna, os demais obrigavam os caixas do banco a entregar o dinheiro", destacou, lembrando que a ação de ontem foi bastante parecida à registrada em Borrazópolis no último dia 14. Ainda segundo o policial, o bando conseguiu fugir, com quantidade não calculada de dinheiro, em dois veículos, um VW/Fox e um Fiat/Idea. Na fuga, o grupo trocou tiros com policiais e um dos criminosos acabou baleado e morto. 

O restante do grupo, de acordo com o cabo, conseguiu fugir levando dois policiais, um vigia e um cliente do banco como reféns. Os PMs e o segurança da agência tiveram armas e coletes roubados. "Eles fugiram em direção à Usina de Salto Caxias e liberaram os reféns no caminho", completou Stefainski. 

Policiais de toda a região foram acionados para tentar localizar os assaltantes, mas ninguém havia sido detido até o final da edição. O assaltante morto, por sua vez, foi identificado. "Ele é de Curitiba e tudo leva a crer que os demais criminosos também são de cidades localizadas na região da capital", frisou o cabo, acrescentando que a polícia apreendeu uma pistola nove milímetros e um celular com o ladrão. "Vamos usar as informações encontradas no aparelho para tentar identificar os demais assaltantes", completou. 

É a segunda vez que uma agência bancária de Nova Prata do Iguaçu é assaltada em menos de dois meses. No dia 5 de junho, um caixa eletrônico foi destruído. Na ação, os ladrões atiraram contra o destacamento da PM e impediram que os policiais saíssem. O roubo ao caixa, conforme a polícia, durou cerca de 20 minutos. 

ORTIGUEIRA
Em Ortigueira (cerca de 23,5 mil habitantes), as duas agências bancárias ficaram destruídas com as explosões. Um terceiro banco foi atacado na ação, mas a detonação do caixa falhou. Imagens dos circuitos de segurança devem auxiliar nas investigações. Policiais da cidade e da região fizeram um cerco durante a madrugada e o dia de ontem. Nenhum dos envolvidos havia sido localizado até o fechamento da edição.
Guilherme Batista
Grupo Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia