Pesquisar

Carregando...

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Após reivindicação do povo prefeito de São Jerônimo da Serra inicia os trabalhos para concretizar um sonho dos moradores dos 3 conjuntos!


Desde a manhã desta segunda-feira, 03 de agosto, os funcionários da prefeitura de São Jerônimo da Serra, estão trabalhando na Avenida Alceu Ribas, no Conjunto Novo Horizonte (portelinha). Segundo os funcionários, estarão cascalhando e passando o rolo para dai então iniciar o tão sonhado asfalto. Vale destacar que  neste ultimo final de semana, foram colhidas quase 150 assinaturas dos moradores dos 3 conjuntos, sendo Novo Horizonte, Solidariedade e Boa Vista, o abaixo assinado esta reivindicando  do poder publico, asfalto para as Avenidas Alceu Ribas e Jonas dos Santos. O editor deste blog e representante da comunidade Reginaldo saturnino, em conversa na ultima sexta-feira, 31 de Julho , com o prefeito João Ricardo de Mello trouxe a reivindicação da comunidade, pois em tempos de estiagem e tempo de chuva os moradores sofrem com o pó ou barro dificultando o acesso nas referidas Avenidas. O prefeito disse na ocasião que esta licitando material asfáltico e que até o final deste mês estará iniciando o asfalto para a comunidade.

Reginaldo Saturnino

sábado, 1 de agosto de 2015

Licenciamento de veículos começa a vencer na segunda no Paraná


De segunda-feira (3) até o fim de novembro proprietários de veículos emplacados no Estado devem pagar o Licenciamento Anual - exercício 2015. A cobrança é de competência do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) e a data de vencimento varia de acordo com os dígitos finais de cada placa. 

O licenciamento para veículos com placas finais 1 e 2 deve ser quitado em agosto. Já para as placas que terminam com dígito 3, 4 e 5 o vencimento ocorrerá em setembro e para as que têm final 6, 7 e 8 o prazo expira em outubro. Em novembro o prazo termina para placas com dígitos 9 e 0. 




"É importante que os proprietários de veículos fiquem atentos ao prazo para pagamento do Licenciamento Anual, que varia conforme o dígito final da placa. Àqueles que forem flagrados sem o documento, de porte obrigatório, podem sofrer as penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro", alerta o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

COBRANÇA – A Guia de Recolhimento é no valor de R$ 68,42 (para todos os veículos). Os proprietários que estão em atraso com débitos de multas, Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) ou Dpvat, além do valor do Licenciamento exercício 2015, terão os valores a serem quitados acrescidos a guia. 

PAGAMENTO – O Licenciamento deve ser pago nas instituições bancárias credenciadas junto ao órgão de trânsito: Banco do Brasil, Sicredi, Bancoob e Banco Rendimento. Correntistas do Banco do Brasil podem realizar o pagamento com o número do Renavam no caixa do autoatendimento ou pela internet. 

Proprietários de veículos que não são correntistas precisam seguir o passo a passo no caixa automático: 

1º passo: Apertar a tecla entra e selecionar a opção consulta 

2º passo: Selecionar protocolo para pagamento on-line 

3º passo: Selecionar taxas Detran do Estado do Paraná 

4º passo: Selecionar licenciamento anual / DPVAT 

5º passo: Digitar número do Renavam 

6º passo: Escolher a opção de pagamento do licenciamento e retirar o protocolo para pagar na agência ou banco conveniado 

Após o pagamento do Licenciamento Anual e de todos os demais débitos o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) será enviado para o endereço cadastro junto ao sistema do Departamento. 

Por isso, o Detran reforça o pedido para que o usuário mantenha sempre os dados atualizados. Caso o documento não chegue após dez dias é possível consultar onde se encontra pelo site do Detran, em "veículo", "licenciamento", "entrega do CRLV". 

LEGISLAÇÃO – O documento de Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), de porte obrigatório do veículo e na forma original, só é emitido após a quitação do Licenciamento Anual e demais débitos. 

Quem for flagrado com veículo não licenciado comete uma infração gravíssima de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro. A multa é de R$ 191,54 e a penalidade é de 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Como medida administrativa o proprietário tem o veículo apreendido.

Agência Estadual de Notícias

O pavor volta às pequenas cidades

Quinze dias depois de um assalto simultâneo com mais de 40 reféns em Borrazópolis (Norte), mais duas cidades de pequeno porte do interior do Paraná foram alvos da ação violenta de bandidos no dia de ontem. Em Nova Prata do Iguaçu (Sudoeste), pelo meno oito ladrões fortemente armados roubaram uma agência bancária por volta das 12h30. Um dos assaltantes morreu em troca de tiros com a polícia. Em outra ação ousada, um bando explodiu os caixas eletrônicos de duas agências bancárias em Ortigueira (Campos Gerais) na madrugada de ontem. 

Conforme informações do cabo Gilmar Stefainski, da Polícia Militar (PM) de Nova Prata do Iguaçu, o bando que assaltou a agência bancária no município de cerca de 10,7 mil moradores rendeu um policial que estava saindo de um restaurante localizado em frente ao estabelecimento. "Ele tentava entrar na viatura após ter almoçado no estabelecimento e acabou sendo dominado por três criminosos", contou. 

Após render o policial, de acordo com o cabo, o grupo atirou contra as portas de vidro do banco. "Eles invadiram o local, renderam os vigias e os colocaram, junto com clientes, do lado de fora da agência. Enquanto dois ficavam mantendo essas pessoas reféns na área interna, os demais obrigavam os caixas do banco a entregar o dinheiro", destacou, lembrando que a ação de ontem foi bastante parecida à registrada em Borrazópolis no último dia 14. Ainda segundo o policial, o bando conseguiu fugir, com quantidade não calculada de dinheiro, em dois veículos, um VW/Fox e um Fiat/Idea. Na fuga, o grupo trocou tiros com policiais e um dos criminosos acabou baleado e morto. 

O restante do grupo, de acordo com o cabo, conseguiu fugir levando dois policiais, um vigia e um cliente do banco como reféns. Os PMs e o segurança da agência tiveram armas e coletes roubados. "Eles fugiram em direção à Usina de Salto Caxias e liberaram os reféns no caminho", completou Stefainski. 

Policiais de toda a região foram acionados para tentar localizar os assaltantes, mas ninguém havia sido detido até o final da edição. O assaltante morto, por sua vez, foi identificado. "Ele é de Curitiba e tudo leva a crer que os demais criminosos também são de cidades localizadas na região da capital", frisou o cabo, acrescentando que a polícia apreendeu uma pistola nove milímetros e um celular com o ladrão. "Vamos usar as informações encontradas no aparelho para tentar identificar os demais assaltantes", completou. 

É a segunda vez que uma agência bancária de Nova Prata do Iguaçu é assaltada em menos de dois meses. No dia 5 de junho, um caixa eletrônico foi destruído. Na ação, os ladrões atiraram contra o destacamento da PM e impediram que os policiais saíssem. O roubo ao caixa, conforme a polícia, durou cerca de 20 minutos. 

ORTIGUEIRA
Em Ortigueira (cerca de 23,5 mil habitantes), as duas agências bancárias ficaram destruídas com as explosões. Um terceiro banco foi atacado na ação, mas a detonação do caixa falhou. Imagens dos circuitos de segurança devem auxiliar nas investigações. Policiais da cidade e da região fizeram um cerco durante a madrugada e o dia de ontem. Nenhum dos envolvidos havia sido localizado até o fechamento da edição.
Guilherme Batista
Grupo Folha

Como forma de protestos Moradores colocam pneus, paus e pedras em importante Avenida que liga três conjuntos em São Jerônimo da Serra!


Como forma de protestos moradores estão colocando pedras, pneus e paus em trechos de uma importante Avenida que liga os três Conjuntos na cidade alta em São Jerônimo da Serra. Cansados de ver tantas poeiras e buracos moradores, informaram a nossa reportagem que não aguentam mais tanto pó de terra invadindo suas casas. Segundo uma das moradoras da Avenida Alceu Ribas, para conter o pó que se levanta por causa da circulação de veículos, ela ameniza jogando água com a mangueira para dar uma assentada e ainda segundo relato, ela tem uma criança pequena que tem alergias respiratórias e com esse

tempo seco e tanto pó a situação só se agrava.

Os moradores reivindicam asfalto ou calçamento nas Avenidas, Alceu Ribas e Jonas dos Santos. Moradores estarão fazendo abaixo assinado para entregar ao prefeito, pois há muito tempo, pedem providencias ao poder Publico e nada ainda foi feito para solucionar o problema.

Reginaldo Saturnino

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Pai salva bebê de incêndio, mas morre abraçado a outro filho

Arremessado pela janela, um bebê de um ano e quatro meses foi salvo pelo pai de um incêndio no barraco onde morava na região do Rio Pequeno, na zona oeste da capital paulista, na manhã desta quarta-feira, 29. A criança seria a única sobrevivente da tragédia.

Após controlarem as chamas, os bombeiros encontraram os corpos do ajudante Evandro da Silva Santos, de 23 anos, e seu outro filho, Erick Evandro Sales Rocha, de 4, abraçados sob uma telha de amianto. A mãe das crianças, que também morava no local, estava trabalhando quando o fogo o começou. 

As causas do incêndio ainda são investigadas. As chamas tiveram início por volta das 10h50, em um barraco que fica na Rua Camarazal, em uma favela da região. Quando policiais militares chegarem ao local, encontraram os moradores da comunidade tentando apagar o fogo. 

Acionado, o Corpo de Bombeiros demorou cerca de uma hora para combater as chamas e extinguir o incêndio. A menina, salva pelo pai, sofreu escoriações e foi levada para o pronto-socorro do Hospital Bandeirantes, na Liberdade, região central. As duas outras vítimas morreram carbonizadas. 

O barraco ficou completamente destruído pelo fogo. O caso foi registrado como incêndio e morte suspeita no 51º Distrito Policial (Rio Pequeno).

Agência Estado

terça-feira, 28 de julho de 2015

Ex-vereadores são condenados por desvio de verba pública


A 1ª Vara Cível e da Fazenda Pública de Cornélio Procópio condenou dois ex-vereadores da legislatura 2001-2004 por ato de improbidade administrativa. Segundo a ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Paraná, ambos falsificaram nota fiscal com o objetivo de desviar verba pública. 

A ACP, ajuizada pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca, dá conta de que os vereadores apresentaram nota fiscal adulterada para aumentar o valor do reembolso das despesas na prestação de contas de uma viagem a Curitiba (ocorrida em 5 de abril de 2001). A sentença, da qual ainda cabe recurso, condena os réus ao pagamento de multa e à proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios por cinco anos. 

A um deles a Justiça determinou ainda a suspensão dos direitos políticos por cinco anos.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Secretaria da Agricultura mantém previsão de safra recorde de grãos no Paraná

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento mantém a previsão de colheita recorde para a safra 2014/15. O volume estimado pelo Deral, o Departamento de Economia Rural, da Secretaria da Agricultura, é de 38 milhões de toneladas de grãos, considerando a safra de verão, a segunda safra e a safra de inverno. As chuvas intensas da primeira quinzena do mês atual devem prejudicar a qualidade do milho de segunda safra e provocar perdas na produção de trigo. Mas de acordo com o diretor do Deral, Francisco Carlos Simioni, não o suficiente para afetar o resultado da produção em todo o Estado, porque o clima pode mudar.

A safra de verão já foi colhida. Pela segunda safra, a estimativa é de mais 11 milhões de toneladas e o principal produto é o milho. O feijão da segunda safra rendeu volume de 389 mil toneladas e escapou da chuva. De acordo com Simioni, o milho da segunda safra precisa ser colhido e o trigo precisa se desenvolver para, então, chegar ao resultado final. O mercado de milho vem reagindo bem para o produtor. No último mês teve alta de 14%, sendo comercializado a 21 reais a saca com 60 quilos. Antes das chuvas, 96% das lavouras estavam em boas condições e 4%, médias. No último levantamento feito pelo Deral, 85% das lavouras estão em boas condições, 14% em estágio médio e 1%, ruim. 

(Repórter: Fernanda Nardo) Agência de Noticias