Pesquisar

sábado, 12 de janeiro de 2013

Como evitar o hábito de roer unhas?

Roer as unhas pode ser prejudicial à saúde. O hábito danifica o esmalte dos dentes, deixando-os menos protegidos e mais expostos para aparições de cáries. Além disso, o contato direto dos dedos da mão na boca ocasiona diversas doenças causadas por fungos, bactérias e até vírus. 

Onicofagia é o nome técnico desse hábito. Significa uma manifestação do indivíduo em situação de estresse, nervosismo, tédio ou de ansiedade, mordendo as unhas das mãos ou dos pés até que sangrem. Existem casos leves e graves, que chegam à perda quase total da unha e uma deformidade dos dedos por conta dessa compulsão. Em mulheres, isso atrapalha principalmente por causa da autoestima. A pessoa recorre à utilização de unhas postiças para encontrar um meio de não roer. Não resolve totalmente o problema, porque a pessoa precisa tratar a ansiedade, considerado o mal do século. 

Por ser um hábito compulsivo de origem emocional, existem vários tratamentos para controlar e amenizar o problema, como psicoterapia, treinamento da respiração e medicamentos de alopatia e homeopatia. Vários são os caminhos e é fundamental que a pessoa aprenda a melhor forma de lidar com essa situação. 

Roer as unhas é algo que pode acontecer em todas as idades. Buscar atendimento psicológico para descobrir qual o motivo levou a pessoa a adquirir o hábito é a melhor opção para iniciar o tratamento. 

Ministério da Saúde 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia