Pesquisar

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Salário de Beto vai a R$ 28 mil

O governador do Paraná, vice e secretários de Estado terão 15% de aumento na remuneração até 2015. O subsídio pago a Beto Richa (PSDB), por exemplo, passa imediatamente de R$ 26,7 mil para R$ 28 mil e, nesses três anos, chegará a R$ 30.935,36 por mês. É que a lei estadual 13.981 de 2002, que define quanto ganha o governador do Paraná, atrela a remuneração da chefia do Executivo àquilo que é pago aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), cujo aumento foi confirmado pela presidente Dilma Rousseff (PT) no final de 2012. 

A remuneração do vice-governador, que é 95% daquela paga ao chefe do Executivo, vai a R$ 26,6 mil agora em janeiro. Já os secretários de Estado terão os subsídios acrescidos dos mesmos 5%, saindo de R$ 18,7 mil para R$ 19,6 mil, pois eles percebem 70% do que é pago ao governador. O aumento concedido ao STF foi acatado pela equipe de Dilma durante as greves de servidores públicos realizadas em 2012. A revisão da carreira dos ministros do Supremo era uma bandeira da gestão de Cezar Peluso à frente do STF, a ponto do magistrado ser taxado de corporativista pelo Palácio do Planalto. 

O impacto no Orçamento da União, apenas em relação aos ganhos dos 11 ministros do Supremo, é estimado em R$ 160 milhões por ano. A Secretaria de Estado da Administração e Previdência, por meio de sua assessoria, confirmou o aumento na remuneração do governador, vice e secretários, mas disse que o impacto financeiro ainda está sendo calculado. A lei sancionada por Dilma aumenta igualmente o valor pago ao procurador-geral da República, cujo subsídio passa a acompanhar o teto constitucional estabelecido pela remuneração dos ministros do STF. (Com Folhapress)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia