Pesquisar

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Povos indígenas de São Jerônimo da Serra aderem à onda de protestos

vos indígenas de São Jerônimo da Serra vão aderir à onda de protestos que tomou o país nesta quarta-feira (19). Às 14h, eles ião sair do do posto de combustíveis Reta Grande, às margens da BR-369, e caminhar até o centro do município mas provavelmente devido a chuva a manifestação não aconteceu.
A kaingang Genilda Maria Rodrigues ressaltou que os índios são parte da população brasileira e sofrem os mesmos problemas. "Isso é uma soma aos demais brasileiros que estão reivindicando mais saúde, mias educação, menos corrupção e um país mais harmonioso. É a única coisa que a gente quer", comentou.
O município conta com duas terras indígenas – Barão de Antonina e São Jerônimo – que abrigam cerca de 900 pessoas, entre kaingangs, guaranis e xetás. Segundo Genilda, a ideia da manifestação surgiu na tarde de terça-feira durante uma reunião na aldeia Barão de Antonina e ainda não se sabe se a população não indígena de São Jerônimo da Serra vai participar.
Genilda Maria Rodrigues também é funcionária da Fundação Nacional do Índio (Funai), que atualmente mantém sede na casa de uma servidora. Ela contou que a entidade promete há vários meses alugar um imóvel, mas o projeto não sai do papel.
Os protestos acontecem em todo o país, desde a semana passada, levantando várias causas, como os pedidos de saúde e educação, melhorias no transporte público, críticas contra os gastos altos com a Copa do Mundo e a defesa da derrubada da PEC 37, que tira o poder de investigação do Ministério Público e outros órgãos.
Pauline Almeida - O Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia