Pesquisar

terça-feira, 23 de setembro de 2014

MP acusa prefeito de Tamarana de improbidade

A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Londrina ajuizou ação por improbidade administrativa contra o prefeito de Tamarana (Região Metropolitana de Londrina), Paulino de Souza (PMDB), e contra o vereador Levi Alves dos Santos (PMDB). Conforme a ação, que tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, o prefeito, sem licitação, teria autorizado que o bar do Centro Social e Esportivo Município fosse utilizado por particulares – um casal que confirmou o uso em depoimento ao Ministério Público (MP). 

Em troca, o prefeito exigiria R$ 300 do faturamento de cada domingo que houvesse jogos no local. A autorização foi dada, segundo os promotores Leila Schimiti e Renato de Lima Castro, como forma de cumprimento de promessa da campanha de 2012. A negociação teria sido feita pelo vereador, com determinação do prefeito. 

A exploração pelo casal ocorreu entre maio de 2013 e fevereiro de 2014, período em que eles teriam repassado pelo menos R$ 1,2 mil ao prefeito e ao vereador. A partir de fevereiro, foi o parlamentar quem começou a explorar o bar sem licitação, afirmam os promotores. 

Os promotores argumentam que houve ofensa aos princípios da administração pública e enriquecimento ilícito e pedem que os réus sejam condenados ao ressarcimento dos cofres públicos, à perda da função pública e à suspensão dos direitos políticos suspensos, além de pagamento de multa civil. 

O advogado do prefeito, José Carlos Mancini Júnior, disse que o vereador teria autorizado a exploração do bar pelo casal e que Paulino de nada sabia. "Segundo as vítimas, o vereador é que teria autorizado. A acusação é contra o prefeito. Ele nem sabia que aquele bar era usado e nunca soube que o vereador também teria supostamente administrado o bar", disse o advogado, acrescentando que a atribuição para gerenciar o Centro Social e Esportivo Município não é do prefeito. "Isso seria uma incumbência da Secretaria de Esportes." 

A reportagem deixou recado ao vereador Levi, mas ele não deu retorno à solicitação de entrevista.
Loriane Comeli
Reportagem Local FolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia