Pesquisar

segunda-feira, 18 de março de 2013

Gleisi e Osmar antecipam “dobradinha” rumo à eleição de 2014


A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT) cumpre neste final de semana, agenda na região Noroeste do Paraná, ao lado do ex-senador e atual vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT). A viagem antecipa provável dobradinha que a petista e o pedetista podem fazer nas eleições de 2014.
Gleisi é pré-candidata do PT ao governo do Estado, e Osmar já manifestou sua intenção à cúpula petista estadual, de tentar retornar ao Senado na chapa encabeçada pela ministra.

Oficialmente, a viagem dos dois é para participação na reunião de prestação de contas do Programa Arenito Caiuá, que combate a erosão e promove políticas de recuperação e uso do solo no Noroeste do Estado. Também estarão presentes o presidente estadual do PT, deputado Ênio Verri, deputado federal Zeca Dirceu (PT), além de demais deputados estaduais e federais e lideranças políticas da região, como prefeitos, vices e vereadores.

Durante o encontro, serão apresentados dados sobre o programa e realizadas assinaturas de convênio da Fundação Banco do Brasil, financiamentos (custeio e investimento) e protocolo de intenção com Agroindústrias. A região do Arenito é formada por 107 municípios em uma área de 3,2 milhões de hectares, tendo como característica comum a formação por solo arenoso e suscetível à degradação.

O Programa Arenito Caiuá, que teve início em 2011, visa o desenvolvimento sustentável da região. O objetivo é fomentar atividades que já fazem parte da cultura da região, com a intensificação de utilização de tecnologias e a diversificação da propriedade, que possibilitarão ganhos de produção, produtividade, qualidade e renda, propiciando a melhora da qualidade de vida das pessoas. Com vigência de 5 anos e investimento total de R$ 2,5 bilhões (R$ 500 milhões/ano), o programa apoia as cadeias produtivas da bovinocultura de leite, bovinocultura de corte, mandiocultura, avicultura de corte, fruticultura, cafeicultura e silvicultura.

No plano político, Gleisi e Osmar já estiveram juntos na campanha eleitoral de 2010. Na época, o pedetista foi candidato ao governo com o apoio do PT, e acabou sendo derrotado pelo governador Beto Richa (PSDB). A hoje ministra disputou e foi eleita a primeira senadora do Paraná na mesma eleição, na chapa encabeçada por Osmar.

Para o ano que vem, tudo indica que os dois devem inverter as posições. Gleisi é considerada nome certo do PT para a disputa pelo Palácio Iguaçu. Já Osmar vem conversando com o PT para reeditar a aliança, desta vez tendo ele como candidato ao Senado. O presidente do PT, Ênio Verri, afirmou, inclusive, que essa dobradinha seria uma “chapa boa e madura”.

Bem Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa notícia